Clique e assine com até 75% de desconto

11 alimentos que não vão à geladeira

A preocupação em não deixar que a comida estrague é tanta que nem paramos para pensar se aquele ingrediente precisa de refrigeração ou não. Confira nossas dicas para deixar seus alimentos frescos por mais tempo!

Por Karla Precioso Atualizado em 28 out 2016, 08h53 - Publicado em 5 nov 2014, 22h00

Quase todo mundo tem a mania de guardar todos os alimentos na geladeira com a esperança de fazê-los durar mais. Mas, ao contrário do que muita gente pensa, alguns produtos perecíveis (como tomate e cebola) devem ser mantidos fora dela, segundo Márcia Madeira, nutricionista e professora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ): “Deixar a cebola em temperatura baixa, por exemplo, pode contribuir para que ela perca parte dos nutrientes e até se deteriore mais rápido”.

Quando a refrigeração é indispensável

Nossas avós jamais colocariam a panela ainda quente na geladeira, achando que o motor iria pifar ou a conta de luz dobrar. Bobagem! “Esperar a comida esfriar em cima do fogão pode criar um risco enorme à saúde, principalmente em países onde as temperaturas costumam ser elevadas, como no Brasil, fazendo com que os micro-organismos se multipliquem com mais facilidade”, alerta a nutricionista Patricia Davidson. Conclusão: espere o prato só amornar e leve-o imediatamente ao refrigerador.
Você sabia que guardar o tomate na geladeira faz com que o alimento se deteriore mais rapidamente? Tire outras dúvidas aqui!

Na geladeira ou fora?

Melancia

Deixá-la em temperatura ambiente ajuda a manter os antioxidantes intactos. Depois de cortada, ela deve ir à geladeira por até quatro dias (isso também vale para o melão).

Mel

Colocar o mel na geladeira vai engrossá-lo e cristalizá-lo. É um alimento totalmente natural que praticamente não estraga. Guarde-o na despensa.

Café

O pó deve ser colocado sempre em recipientes hermeticamente fechados (são aqueles em que não entra ar de jeito nenhum) e ficar dentro da despensa. Se ficar na geladeira, por causa da temperatura, ele terá seu sabor alterado.

Pão

Ele deve ser comido fresquinho ou em até quatro dias. O ideal é deixá-lo fora da geladeira, pois a refrigeração resseca o alimento.

Tomate

A refrigeração faz com que a fruta se deteriore mais rapidamente e perca o sabor e a doçura natural. Coloque-a na fruteira com a cabeça para baixo.

Continua após a publicidade

Óleo

Esse alimento fica espesso e turvo quando é armazenado no refrigerador. O único tipo de óleo que pede temperatura fria para conservação é o de nozes.

Cebola

Ela precisa de ventilação. O interior úmido da geladeira pode fazer com que crie fungos e bolor. Mantenha em local seco, fresco, escuro e bem-ventilado. E longe das batatas, que costumam liberar umidade e gases, fazendo com que a cebola apodreça mais rapidamente.

Manjericão

Esse tempero não se dá bem com baixas temperaturas. Para conservar e manter seu frescor, trate-o como se fosse um buquê de flores: lave, seque, corte os caules em diagonais e acomode os ramos em um copo com água coberto com um saquinho plástico. Troque a água a cada dois dias.

Batata

Qualquer que seja o tipo, ela deve ficar longe da refrigeração porque o amido se transforma em açúcar e muda não só seu sabor, mas também sua cor e textura – a batata fica dura por dentro, mesmo após o cozimento. Fora isso, a umidade da geladeira pode deixá-la esverdeada – sinal da formação de solanina, uma substância tóxica. O ideal é mantê-la em local fresco, arejado e escuro, como em um saco de papel aberto dentro da despensa.

Pimenta

Aberto ou fechado, o vidro de pimenta em conserva se mantém muito bem na despensa por até três anos. Isso porque a pimenta, junto com os outros ingredientes de conserva que compõem o molho (como vinagre e azeite), tem baixo índice de deterioração. E, com o passar do tempo, ficando à temperatura ambiente, ela tem seu sabor intensificado.

Alho

Assim como a cebola, esse alimento também precisa de ventilação constante. Além dessa necessidade específica, o alho deve ficar na temperatura ambiente, porque o refrigerador pode tirar um pouco de seu sabor e também causar mofo. Prefira guardá-lo solto, sempre em ar fresco, e você verá que ele dura até cerca de dois meses tranquilamente. Quando estiver picado, o alho pode ir à geladeira, mas consuma logo.

Continua após a publicidade
Publicidade