Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Noéle Gomes Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

A colunista Noéle Gomes reflete sobre ancestralidade, autoconhecimento e psicanálise.
Continua após publicidade

O amor ancestral

Na cosmovisão africana, o amor transcende as fronteiras do indivíduo e se estende a toda a comunidade

Por Noéle Gomes
3 jul 2023, 08h05

Na cosmovisão africana, o amor transcende as fronteiras do indivíduo e se estende a toda a comunidade. É um sentimento poderoso e sagrado que conecta os corações, fortalece os laços familiares e une as pessoas em um tecido de cuidado mútuo. Na cultura africana, o amor é mais do que apenas um sentimento romântico; é um compromisso de respeito, apoio e generosidade.

mulher
Através da compaixão, reconhecemos a humanidade compartilhada entre todos nós e trabalhamos para construir uma sociedade mais justa e inclusiva (Merlas/ThinkStock)

“Na cosmovisão africana, a empatia é uma virtude valorizada, pois é a capacidade de se colocar no lugar do outro, compreender suas experiências e sentimentos, e agir com bondade e compreensão”

Ao reconhecer a importância do amor, somos convidados a abraçar a empatia e a compaixão em nossas relações com os outros, reconhecemos que todos nós enfrentamos desafios, tristezas e alegrias, e é através do amor que encontramos força para superar as dificuldades e compartilhar as vitórias.

Na cosmovisão africana, a empatia é uma virtude valorizada, pois é a capacidade de se colocar no lugar do outro, compreender suas experiências e sentimentos, e agir com bondade e compreensão. Através da empatia, criamos espaço para ouvir, apoiar e nutrir uns aos outros. Reconhecemos que cada pessoa possui uma jornada única e merece ser tratada com respeito e dignidade.

Continua após a publicidade

A compaixão também é um aspecto fundamental do amor africano, pois é a disposição de estender a mão a quem precisa, oferecer conforto e aliviar o sofrimento. Através da compaixão, reconhecemos a humanidade compartilhada entre todos nós e trabalhamos para construir uma sociedade mais justa e inclusiva. Valorizamos a compaixão como um ato de solidariedade, onde estamos dispostos a sacrificar nosso tempo, recursos e energia para ajudar aqueles que estão em necessidade.

O amor, a empatia e a compaixão são poderosas forças de cura e transformação. Elas nos incentivam a cuidar uns dos outros, a construir relacionamentos significativos e a criar comunidades que prosperam com base no respeito mútuo. Quando abraçamos esses valores, reconhecemos que somos todos interligados e que nosso bem-estar está intrinsecamente ligado ao bem-estar dos outros.

Hoje eu te convido a aprender com essa sabedoria ancestral e milenar, que busca cultivar o amor, a empatia e a compaixão em nossas vidas e jornada diária e que possamos reconhecer a humanidade em cada pessoa que encontramos e agir com gentileza, generosidade e respeito. Que o amor ancestral nos inspire a construir um mundo onde todos sejam valorizados, amados e cuidados, pois a vida é uma costura bonita de pessoas onde todos importam e se importam.

Um brinde ao amor.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.