CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS
Denise Steiner Por DERMATOLOGIA A médica Denise Steiner é dermatologista, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia e doutora pela Unicamp

Seu cabelo está saudável e bonito?

Alimentação, sono e evitar danos externos são algumas das necessidades para fios bem cuidados

Por Denise Steiner 28 jul 2022, 10h05

O cabelo é muito importante para a autoestima de todas as pessoas. O fio de cabelo nasce, cresce, repousa, cai e nasce novamente, repetindo esse ciclo durante toda a vida. Ele pode ser comparado a uma planta que nasce em um terreno, que é o couro cabeludo. Esse fio é essencialmente proteico e depende de condições ideais para ficar forte, brilhante e saudável.

Vários fatores interferem na aparência desse fio, que cresce ao longo do tempo. Em primeiro lugar o terreno tem que estar adequado e também com o “adubo” necessário. Neste sentido, é muito importante todos os fatores envolvendo a saúde geral e o metabolismo de cada pessoa.

Para que o cabelo mantenha espessura e qualidade é necessária uma alimentação nutritiva e equilibrada. Isso significa ingestão de boas proteínas que sejam biodisponíveis e também vitaminas e oligoelementosAlém da alimentação, é importante que cada indivíduo esteja com boa saúde, durma bem, pratique exercícios e controle bem o estresse do dia a dia.

As agressões externas como poluição, tinturas, alisamentos, lavagem, secador, chapinhas, entre outras, agridem o fio e pioram a qualidade da fibra capilar.

E a queda?

A queda de cabelo pode estar relacionada a alguma doença como alopecia areata, doença autoimune, alopecia androgenética (calvície entre outras). O cabelo também pode cair mais devido a disritmias do ciclo capilar e chamamos essa perda de eflúvio telógeno. Os eflúvios podem estar relacionados a eventos que aconteçam com a pessoa, como infecções virais e bacterianas, perda de peso, alterações hormonais, remédios e também estresse excessivo. 

Continua após a publicidade

Uma ajuda da tecnologia

Chega ao mercado uma tecnologia de ponta, que avalia a qualidade das proteínas do fio através da colorimetria. Trata-se de um sistema que, através de um aparelho que emite ondas de ultrassom, consegue identificar o grau de dano dessas proteínas.

Precisamos de poucas pontas de cabelo, que são cortadas e colocadas num recipiente que fica dentro desse aparelho por 15 minutos. Em seguida, é utilizado um reagente que identifica a qualidade do fio por uma coloração. Existe um espectro de cor que expõe a melhor ou pior qualidade do fio.

Na sequência, e conforme o dano capilar, é proposto um tratamento específico para cada fio. Esse tratamento é feito uma vez por semana, por quatro semanas. Após o tratamento, o teste é feito novamente e pode ser observada a mudança da cor, evidenciando a melhor qualidade do fio.

Esse resultado também é visível para o paciente, que nota o fio mais espesso, sem pontas quebradiças, hidratado e brilhante, caracterizando melhor qualidade de proteínas. Esse recurso é preciso e comprova a melhora através do colorimetria.

Cuide de seu cabelo!

Continua após a publicidade

Publicidade