CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS
Natália Dornellas Conversa de Vó Natália Dornellas é jornalista, podcaster e ativista da longevidade. Procura por avós e avôs para prosear e histórias de #avosidade para contar. É criadora do podcast Conversa de Vó e cofundadora da plataforma 40+ AsPerennials

“Tenho o ano que eu quiser”: veja por que esta vovó viralizou na internet

Conheçam a Dona Rosa, ela só tem 20 anos porque a idade é dela e ela tem o ano que quiser

Por Natália Dornellas 3 dez 2021, 17h42

Você provavelmente já viu essa senhorinha arretada dizendo que tem “o ano que quiser”, quando lhe perguntam sua idade. Sim, eu fiquei com a Dona Rosa no meu arquivo de favoritos por longos meses até descobrir quem era ela, graças à ajuda de um seguidor lá no Instagram (me segue lá no @nataliadornellas).

Do outro lado do perfil estava sua filha Socorro que teve o maior prazer em me apresentar à mãe e fazer uma chamada de vídeo para que eu pudesse  confirmar que ela é danada mesmo.

 A senhorinha divertida, que a gente vê neste vídeo que viralizou e noutros que a filha posta em seu Tik Tok, é exatamente assim, não se trata de uma personagem criada para atrair cliques, seguinetos ou patrocinadores.

Rosa Alves do Nascimento, mais conhecida como Dona Moca, nasceu em 4 de março de 1934 e é viúva há 6 anos. Ela vive no município de Algodão de Jandaíra, no interior da Paraíba, com 2 de seus 31 netos. Teve 10 filhos (2 falecidos) e comemora 30 bisnetos, por enquanto.

Sua rotina não é diferente da de outras idosas ativas de sua idade. Acorda cedo, faz café, prepara algo para o almoço, assiste um bocadinho de TV e adora, adora, ir para a frente de casa conversar com as vizinhas (lembra da Dona Delila de quem falei numa coluna já)

Diante da minha insistência em relação a seu humor, a filha reforça: “Ela sempre foi engraçada, brincalhona e bem-humorada, apesar dos desafios da vida, não tinha tristeza para Dona Rosa. As caretas e isso de dar a língua começou realmente na velhice. E sua memória já inicia um pequeno esquecimento, ela lembra coisas bem antigas, e esquece do presente”.

“Pensar em Dona Moca é pensar em caretas, animação, felicidade, alegrias, é pensar em uma senhorinha que pra ela não existe idade, ela vai ter sempre 20 anos, como diz nos vídeos. É pensar em forró, em dançar, é pensar em envelhecer com saúde, com a autoestima vibrante. É isso”, finaliza orgulhosa.

Continua após a publicidade

Publicidade