CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS
Natália Dornellas Conversa de Vó Natália Dornellas é jornalista, podcaster e ativista da longevidade. Procura por avós e avôs para prosear e histórias de #avosidade para contar. É criadora do podcast Conversa de Vó e cofundadora da plataforma 40+ AsPerennials

Quando a filha vira mãe

Fotógrafa polonesa retrata cenas de cuidado com a mãe

Por Natalia Dornellas 24 jun 2022, 13h41

Se você também contempla o envelhecimento, muito provavelmente já viu essa imagem que rodou o mundo depois que o The New York Times a colocou na capa, no fim de 2020.  A foto faz parte de uma série aleatória que a polonesa Magdalena Wosinska tem feito da mãe Wilhelmina, de 79 anos.

Magdalena Wosinska e a mãe Wilhelmina
Wilhelmina foi diagnosticada com demência e passou a ser cuidada pela filha. Magdalena Wosinska/Divulgação

Professora renomada em seu país de origem, Wilhelmina, que vive hoje no Arizona,  sempre foi a musa inspiradora da filha, mas, quando recebeu um duríssimo diagnóstico de demência, o processo se tornou mais intenso e virou uma forma de cuidado. Nas palavras de Madgalena, uma maneira de “glorificar e imortalizar sua existência”.

Magdalena Wosinska e a mãe Wilhelmina
Magdalena optou por homenagear a mãe com uma série de fotografias emocionantes e lindas. Magdalena Wosinska/Divulgação

Ela poderia escolher indignar-se, como muitos familiares o fazem, mas optou por homenagear sua “mamusia”, e agradecer-lhe “por cuidar, se sacrificar, viver, ensinar, ouvir, rir, abraçar, lembrar, chorar, explorar e amar” a ela e a suas irmãs.

Magdalena Wosinska e a mãe Wilhelmina
As fotos são compartilhadas em seu Instagram. Magdalena Wosinska/Divulgação

Acompanhe mais momentos dessa história no @themagdalenaexperience, no Instagram, e aproveite para relembrar os cuidados do fotógrafo Tony Luciani com a mãe Elia (link de matéria anterior  https://claudia.abril.com.br/coluna/conversa-de-vo/o-pai-da-mae-o-amor-retratado-em-fotos), de que falei aqui em maio. 

*Para ver mais histórias com esta e acompanhar minha “curadoria de avós e avós”, acesse nataliadornellas.com.br ou @natalia dornellas, no Instagram. Ah, e se conhecer personagens que mereçam ter suas histórias contadas, me deixe saber no natalia@natalidornellas.com.br

Continua após a publicidade

Publicidade