Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Kika Gama Lobo

Por Atitude 50
Focada na maturidade como plataforma pessoal, a jornalista Kika Gama Lobo escreve sobre as sensações e barreiras que as mulheres de 50 anos vivenciam
Continua após publicidade

As mulheres presentes no casamento

Excluindo a noiva, em seu momento único e feliz, olhei em volta e não gostei do que vi

Por Kika Gama Lobo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 25 jul 2018, 07h15 - Publicado em 25 jul 2018, 07h15

Fui a um casamento lindo no fim de semana. Impecável. Cenário, gastronomia, trilha sonora, felicidade. Não sei se foi o grau etílico ou minha atual fase de pensamentos sobre a maturidade que, extasiada com tanta beleza, opulência e magia, encasquetei em fazer uma reflexão sobre as moças presentes às bodas.

Excluindo a noiva, em seu momento único e feliz, olhei em volta e não gostei do que vi. Daquelas entre 18 e 30 anos, existia uma mesmice no ar. Cabelos iguais, joias semelhantes, sandálias salto mil, vestidos colados, longos ou curtíssimos, rendas, plumas e paetês, num colorido Pantone, mas sei lá por que achei que elas caminhavam para o abismo.

Repetiam, sem saber, levadas por uma criação que ainda exige que elas seduzam, reluzam, conquistem um par cheio da grana, bonitão, com carrão, corpão, atitude de macho alfa para – quem sabe – serem elas as novas teúdas e manteúdas da vez.

Em nossa sociedade – sobretudo a mais alternativa – lutamos para romper com esse modelo, mas, na elite, parece que as moças – todas com discurso libertário na ponta da língua – um bom emprego, falando duas ou três línguas, capacitadas para serem o que quiserem, ainda querem ser bancadas por seus homens e ostentarem o posto de esposa-madame.

Posso estar pegando pesado, mas juro que vi naquele circo, uma prisão. Magras (eram poucas as gordinhas), ultra maquiadas, aprendizes de mulheres fatais, peitos de silicone, derrierès estilo Dr. Bumbum, elas circulavam pelo salão como mercadorias à venda. Olhei para mim. Sorri amarelo. Sei o que passarão. Espero que não demore para elas se tocarem que se bastam e que, na saúde e na doença, contarão mesmo é consigo mesmas.

Continua após a publicidade

Leia também: Kolinda X Brigitte

Medinhos e medões

Já votou no Prêmio CLAUDIA? Escolha mulheres que se destacaram

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.