Clique e Assine CLAUDIA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Veja como fazer um quartinho montessoriano e dê autonomia para seus filhos

O método utiliza móveis baixos e deixa tudo à mão para que os pequenos tenham liberdade em seu cantinho.

Por Daniella Grinbergas
Atualizado em 16 jan 2020, 05h40 - Publicado em 10 nov 2018, 10h00

O método criado pela educadora italiana Maria Montessori tem um objetivo prático: fazer com que a criança se desenvolva com autonomia. Para isso, ela precisa se sentir livre e confiante em seu próprio espaço. Então, o quartinho deve ser todo pensado para a exploração dela! Móveis baixos, brinquedos e livros à mão, área livre para brincadeiras estão entre os pontos mais importantes de um projeto montessoriano.

Cadê o berço?

O método pode ser implementado até mesmo para bebezinhos. As camas baixas ou mesmo os colchões no chão são as alternativas ao berço e à caminha. E não precisa se preocupar, pois há acessórios como rolinhos e kits de berço que garantem que o pequeno não role para fora.

Assim, quando a criança já souber engatinhar ou andar, ela terá autonomia para levantar-se e deitar-se quando quiser.

Espelhos nas paredes

Essas são peças importantes e devem ficar a uma altura que a criança possa se enxergar inteiramente. Assim, ela começa a se conhecer e tomar consciência de seus movimentos. Para garantir segurança e evitar acidentes, a dica é optar por modelos de acrílico.

Continua após a publicidade

Barras de apoio

Sabe aquelas barras que usamos para que os idosos ganhem mais confiança e sintam-se seguros para caminhar? Pois o objetivo no quarto montessoriano é similar com as crianças. Fixe as barras à altura do bebê e permita que ele comece a se arriscar a ficar em pé.

Espaço de brincadeira e leitura

Se for possível, garanta uma boa área livre para que o pequeno possa sentar-se no chão para brincar e ler. Um tapete é uma boa pedida para trazer conforto. Almofadas e travesseiros também são bons aliados para deixar tudo mais gostoso. “Escolha opções que vão além das formas, inserindo personagens, permitindo a interação da criança e também auxiliando no estimulo à criatividade” aconselha Thayane Ramalho, diretora de criação da Biramar Baby, empresa especialista no ramo.

(Biramar Baby/Divulgação/Reprodução)

Armários e prateleiras baixos

Os locais onde ficarão guardados os brinquedos e livros devem estar ao alcance das mãozinhas. Deixe tudo à vista para despertar o interesse. Na hora de comprar os móveis, escolha os de quinas arredondadas para evitar machucados.

Paredes a explorar

Nada de paredes branquinhas. Que tal aproveitar as superfícies incentivando a criatividade das crianças? Boas ideias são adesivos de lousa que permitam que os pimpolhos desenhem com giz e varais com livrinhos e fotos de família.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de 14,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.