Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Paula Bellizia: “Educação e tecnologia empoderarão as pessoas”

Em sua fala no Fórum CLAUDIA #EuTenhoDireito, presidente da Microsoft falou sobre seu esforço em contribuir para melhorar o ensino nacional

Por Clara Novais Atualizado em 14 mar 2018, 15h07 - Publicado em 6 mar 2018, 10h45

Primeira a discursar no Fórum CLAUDIA #EuTenhoDireito, Paula Bellizia, CEO da Microsoft no Brasil, contou sobre sua trajetória desde Nova Lisboa, em Angola, sua cidade natal, até chegar à presidência de uma das maiores empresas de tecnologia do mundo. O evento reúne mais de 20 mulheres presidentes de empresa no mesmo palco, em São Paulo, ao longo desta terça-feira (6).

Paula deixou o país africano com seus pais quando tinha apenas 4 anos. Mesmo sem condições de ter casa própria e viajar nas férias, eles fizeram questão de pagar escolas de qualidade para os filhos. Para ela, esse ensino foi a base de todo o seu sucesso futuro. “Sei que a minha história reflete a de muitos que tiveram essa primeira oportunidade: a educação”, disse a executiva.

Leia mais: Paula Bellizia: “Não existem carreiras específicas para mulheres”

Por isso, em todas as empresas por onde passa, ela faz questão de defender a aplicação de recursos na educação de qualidade. Na Microsoft, não é diferente. A empresa tem o compromisso nacional de criar um ambiente de educação com vistas ao empreendedorismo usando ferramentas tecnológicas como apoio. 

“O crescimento de um país depende da qualidade da educação de seus cidadãos. Eu, como líder de uma empresa multinacional de tecnologia no país, tenho um propósito: fazer com que a tecnologia possa criar oportunidades não só para uma pessoa ou para poucas mas para todos os brasileiros“, assegurou Paula. 

Leia mais: Dos 25 melhores CEOs do Brasil, 3 são mulheres, segundo a Forbes

Continua após a publicidade

Entre as ações encabeçadas por ela estão a doação de softwares para instituições de ensino, bem como a capacitação de professores na rede pública e privada. Além disso, Paula fomenta o desenvolvimento de plataformas de cursos online profissionalizantes, como a “Eu Posso Programar”, oferecida gratuitamente para meninos e meninas aprenderem programação.

“O futuro vai depender de tecnologia. O futuro será digitalizado. O futuro não virá do passado. O futuro virá do futuro. E é preciso que a gente capacite essas crianças para lidarem e serem felizes no futuro”, afirmou ela. Quando fala de tempo futuro, Paula alerta que não se refere a daqui a dez anos, e sim a dois ou três anos.

FORUM CLAUDIA-PAULA-BELLIZIA
Ricardo Toscani/CLAUDIA

A presidente da Microsoft ressalta que, apesar de a tecnologia estar avançada, ela ainda não contribui o suficiente para o ensino. “A educação de hoje ainda é muito parecida com a de 100 anos atrás. Se um professor do século passado chegar a uma sala de aula, ele saberá o que fazer. Porém, um cirurgião de cem anos atrás não saberia o que fazer em uma sala de cirurgia atual.”

Por isso, Paula se empenha em modificar o cenário atual a fim de otimizar o ensino de qualidade por meio da tecnologia. “Tecnologia não faz nada sozinha. Ela democratiza o acesso à oportunidade. Educação também não fará nada sozinha, ela dará oportunidade para que as pessoas cheguem lá. Somente juntas, educação e tecnologia poderão empoderar as pessoas. Essa é a única resposta. Para o Brasil especialmente”, defende.

“O meu sonho é, como os meus pais conseguiram mudar a minha vida, que nós como sociedade possamos ajudar milhões de jovens brasileiros a terem acesso. E que eles façam a diferença no futuro do Brasil”, finalizou.

Antes de se tornar CEO da Microsoft Brasil, Paula passou pela gigante de eletrodomésticos Whirlpool Corporation, pela Telefonica, foi diretora do Facebook e presidente da Apple Brasil. em 2015, retornou à Microsoft, onde havia trabalhado por 10 anos a partir de 2002.

 

Continua após a publicidade
Publicidade