Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Pandemia coloca conquistas das mulheres no mercado de trabalho em risco

Um estudo revelou que uma a cada quatro mulheres americanas pensa em deixar seus trabalhos devido à pandemia

Por Da Redação - 1 out 2020, 15h25

O cenário corporativo foi brutalmente transformado com o isolamento social causado pela crise do coronavírus. O escritório foi substituído pelas salas e quartos das casas, os almoços mudaram, e em um âmbito mais preocupante,  milhares de pessoas perderam seus empregos.

Essa perspectiva piora quando se trata das mulheres, que enfrentam desafio múltiplos no mercado de trabalho em meio a um colapso mundial. O relatório americano Women in the Workplace de 2020 (Mulheres no local de trabalho, em tradução livre) mostra como a pandemia afetou as mulheres e suas profissões.

De acordo com os dados, a cada 100 homens promovidos a gerente, apenas 85 mulheres alcançaram o mesmo posto. No início de 2020, apenas 38% de mulheres estavam em cargos de chefia, enquanto homens eram 62%.

Agora, com a chegada da pandemia, os ganhos e feitos das mulheres no mundo corporativo pode estar um passo atrás. O estudo apontou que, 1 em cada 4 mulheres estão considerando diminuir sua carga horária ou abandonar seus empregos devido à pandemia. O esgotamento mental causado pelo acúmulo de tarefas é uma das maiores causas.

Em tempos de isolamento, não se cobre tanto a ser produtiva:

Continua após a publicidade
Publicidade