Cachorro com alergia à tosa; É possível?

Logo depois do procedimento, muitos donos reclamam de irritações na pele

É comum tosar os animais para funções estéticas, de higiene ou até mesmo em tratamentos. No entanto, logo depois do procedimento, muitos donos reclamam de alergias e irritações na pele. Seria possível?

É essa pergunta que o veterinário Jorge Morais, fundador da rede Animal Place, tenta esclarecer. Segundo ele, muitos tutores atribuem essas consequências à lâmina de tosa.

No entanto, tais lâminas são feitas de aço cirúrgico, material hipoalergênico usado também na fabricação de próteses utilizadas em animais e humanos. “Não existe alergia a esse tipo de material, o que pode surgir é uma inflamação de pele relacionada à fricção da lâmina, ou associado a falta de higiene ou cuidado dos profissionais na hora de fazer a tosa”, afirma.

Leia mais: Idoso que vive nas ruas pede ajuda para achar seu ratinho de estimação

Pensando nisso, Jorge dá algumas dicas que devem ser feitas antes da tosa para evitar o problema. Ele ainda lembra que, para qualquer reação fora do comum, o ideal é sempre consultar um veterinário. Confira:

Dar banho

A prática antes da tosa pode diminuir a incidência  do problema. Segundo o especialista, se o funcionário do pet shop passar a lâmina nas patas, por exemplo, e essa mesma peça for usada em áreas mais delicadas do corpo do animal, pode haver contaminação.

“Essa parte do corpo geralmente fica mais suja, com terra, lama, poeira e outros resíduos”, explica. “Outro erro é reutilizar a lâmina que teve contato com a região próxima ao ânus onde há maior concentração de bactérias”, acrescenta.

Ainda é preciso secar bem o animal, em temperatura média para prepará-lo para a tosa.

Leia mais: Quais plantas os gatos não podem comer?

Resfriar a lâmina

As ferramentas utilizadas na tosa podem se aquecer durante o trabalho, causando pequenas queimaduras no corpo dos animais. “É preciso que o profissional esteja atento e faça a troca do equipamento assim que o objeto começar a aquecer em um intervalo ainda menor de tempo”, indica.

Higienização

O especialista recomenda ainda a utilização um kit de lâminas previamente higienizado. “Trocar o kit de ferramentas e fazer a limpeza das lâminas com produtos específicos para este fim é sempre necessário, nunca utilizando o mesmo material em outros animais”, alerta.

Jorge ainda finaliza dizendo que “a lâmina utilizada para a tosa higiênica (próxima às partes íntimas) nunca deve ser a mesma utilizada no corpo e na face do bichinho.”

Veja mais: Três dias após ser arrastada por chuva no Rio, cadela é encontrada

Siga CLAUDIA no Youtube