O que faz você se sentir superpoderosa?

Novo programa na TV trará orientações para que cada uma encontre o melhor caminho para si

Peço que você faça o exercício de tirar um minuto para responder honestamente: O que faz você se sentir superpoderosa? Brilhar na reunião de trabalho depois de muito preparo e frio na barriga? Ver que seus filhos estão se transformando em pessoas do bem? Entrar numa balada segura de si e dançar até de manhã? Por favor, encontre essa resposta dentro de si antes de seguir adiante. Você tem várias respostas? Melhor ainda!

Faço essa provocação porque é mais fácil enxergar na outra o que ela tem de superpoderosa. A grama da vizinha é sempre mais verde, não é mesmo? É mais difícil ver a grandeza e a beleza que habitam em cada uma de nós. E isso é um problema. Sabe o que acontece quando a gente se apaixona pela própria vida? Todos ganham. Nós ganhamos. Ganham nossas famílias, nossa comunidade, ganha o planeta.

UMA ESCOLA DIFERENTE

Aprendi a me olhar com mais gentileza com uma mulher superpoderosa. Em 2009, conheci pessoalmente a referência profissional: Ana Paula Padrão. Ela era a apresentadora e eu uma das muitas repórteres em seu telejornal. Com frio na barriga, tomei coragem para puxar conversa sobre empoderamento e empreendedorismo feminino. Temas que ela estudava e eu também.

Sabe o que ela fez? Enxergou em mim valores que eu mesma não era capaz de ver. Me incentivou a falar sobre o que eu estudava, dar palestras, me colocar para o mundo. Foi o que fiz. Logo começamos a trabalhar juntas para lançar o que acreditávamos ser um canal potente de transformação social para mulheres: uma plataforma de cursos gratuitos, online, para desenvolver autoestima e habilidades socioemocionais em mulheres.

Quando começamos a discutir a importância das habilidades não cognitivas para uma vida equilibrada, em 2011, as pessoas não entendiam muito bem do que estávamos falando. “É autoajuda?” Ouvimos inúmeras vezes. Hoje, com pesquisas internacionais comprovando a conexão entre saber se relacionar com os outros, lidar com as próprias emoções e o sucesso, fica mais fácil explicar a Escola de Você.

De lá para cá, o que nasceu como projeto de pesquisa em parceria com a Universidade de Brasília, onde fiz meu mestrado, se transformou em negócio social e faz parte da vida de quase meio milhão de mulheres. Hoje, graças à Escola de Você, tenho oportunidade de me sentir superpoderosa ao ouvir de uma aluna que a entrevista de emprego foi um sucesso, que o problema com o marido foi resolvido numa conversa franca ou que ela finalmente olha para o espelho e gosta do que vê. As conversas por WhatsApp, e-mail e telefone com essas heroínas da vida real fazem parte do meu dia a dia. E alimentam a minha alma de coragem e vontade de fazer mais.

 UMA MISSÃO EM DUAS TELAS

Conto essa história porque estamos nos preparando para o próximo passo. A Band, uma emissora com tradição em jornalismo e que cada vez mais investe no entretenimento, enxergou a Escola de Você. Viu o valor que estamos construindo via internet e decidiu fazer a provocação: como seria isso na TV?

Surgiu então um sonho chamado “SuperPoderosas“, um formato em TV pensado para prestar serviço às mulheres do nosso tempo, que desempenham tantos papéis. Um programa que vai começar na internet. Pelo celular ou pelo computador, as superpoderosas que estão em casa, no ônibus ou no trabalho serão produtoras, editoras e diretoras do que vai ao ar na tela da TV na manhã seguinte. Cada uma poderá mandar seu vídeo, seu comentário, sua dúvida.

No palco, nossas especialistas, as SuperAliadas, trarão orientações para que cada uma encontre o melhor caminho para si. Finanças, carreira, saúde, empreendedorismo, beleza –se interessa à mulher contemporânea, é assunto para nosso programa em duas telas. Teremos todas as respostas? Claro que não. O que teremos são profissionais de verdade, com anos de prática em suas áreas, capazes de entregar ferramentas para que cada uma faça suas escolhas. Histórias inspiradoras, capazes de fazer você tomar coragem e ir à luta. Vamos aprender, ensinar, compartilhar, conectar pontas.

UM DESAFIO DO TAMANHO DO PROPÓSITO

O desafio é gigantesco. A gente quer ser útil de verdade às mulheres que buscam protagonismo. A gente quer fazer cada uma descobrir e acreditar no brilho que já tem, a gente quer que as brasileiras tenham mais ferramentas para criar seus destinos. Nosso canal para isso, em paralelo à Escola de Você, é um programa ao vivo, de segunda a sexta, para todo o Brasil, que estreia dia 9 de abril, às 9h50 da manhã. Ui! Sim, ao vivo, em rede nacional e diário.

Definitivamente só tenho tanta confiança no que vem pela frente porque sei que nós, no @superpoderosasband, não estamos sozinhas. Sei que há milhares de Escoletes (é assim que a gente se chama na Escola de Você) vibrando em sintonia com um time de profissionais engajados, conscientes da importância do que estamos fazendo. Vamos aprender com cada erro, ouvir cada comentário e co-criar o primeiro programa da televisão brasileira que nasce na tela do seu celular e termina na sua TV.

PRONTA PARA CO-CRIAR?

Agora é mão na massa! Em breve teremos nossa plataforma própria, que vai permitir que cada uma faça o @superpoderosasband de onde estiver. Aproveito a oportunidade que CLAUDIA nos dá para antecipar a dinâmica. Vamos co-criar o programa? Grave um vídeo de até 30 segundos contando o que faz você se sentir superpoderosa. Mande pelo Instagram para @superpoderosasband ou por e-mail para contato@escoladevoce.com.br.

Pode acreditar que só de superar a barreira da vergonha e gravar o vídeo você já está crescendo. Mandando então, você está ajudando a gente a fazer o programa e a outras mulheres a perceberem que beleza é se aceitar, é gostar de si. O resto não importa tanto assim.

UM PEDIDO ESPECIAL ÀS LEITORAS DE CLAUDIA

Às vezes as pessoas me perguntam o que podem fazer para contribuir com a causa do empoderamento feminino. Gostaria de deixar uma sugestão para você ser útil nessa jornada rumo a um mundo 50/50. Frequentemente o que falta a uma mulher que já é supertalentosa é acreditar nela mesma. Muitas vezes, basta um empurrãozinho para ela fazer brilhar fora os talentos que carrega dentro. Você pode ser a ponte simplesmente dizendo o óbvio. Ela é competente? Elogie. Ela é dedicada? Reconheça. Ela te inspira? Diga. Ela te ajuda? Agradeça. Garanto que só isso já começa um processo mágico de transformação de dentro para fora.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s