Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Guta Nascimento Guta Nascimento é Diretora de CLAUDIA

Um ano inesquecível

Na edição de dezembro, CLAUDIA celebra mulheres que em 2020 tiveram atitudes louváveis em prol da sociedade

Por Guta Nascimento Atualizado em 18 dez 2020, 13h21 - Publicado em 18 dez 2020, 07h00

Muitas vezes, quando conhecemos pessoalmente uma figura pública, nos surpreendemos com possíveis diferenças entre o indivíduo e a persona. Luiza Helena Trajano é uma exceção à regra. Já tive o privilégio de trabalhar com ela e garanto a vocês que Luiza é no convívio diário tal e qual a vemos em suas aparições públicas, seja em palestras, em eventos, seja na TV. Um dínamo. Intensa, passional, sem meias palavras e extremamente generosa, independentemente de quem for seu interlocutor.

São vários os motivos pelos quais ela estampa a capa desta edição, a última de um ano inesquecível para todas nós. Poderia ser pelo fato de ter se tornado a mulher mais rica do país, mas não. É pela contribuição que ela deu a nossa sociedade em 2020, apoiando e lançando em sua empresa um programa de trainees apenas para jovens negros, dando visibilidade à cruel situação enfrentada na pandemia por micro e pequenos empresários e oferecendo a eles parcerias, entre outras atitudes admiráveis. No perfil “Furacão Luiza”, escrito por Ana Carolina Pinheiro, você vai conhecer um pouco mais sobre essa mulher, que é carinhosa no cuidado com os amigos, tem relação próxima com os filhos, perdeu em 2009 o grande companheiro e mantém um hobby delicioso e surpreendente.

Luiza não é a única mulher retratada em CLAUDIA deste mês que trabalhou incansavelmente por um país melhor neste ano em que vivenciamos tanta dor, sofrimento e luto. Na reportagem “Mutirão feminino”, temos o orgulho de mostrar mais algumas. Elas nos dão um caminho. O que queremos levar de 2020 é a resiliência de Fátima, a professora de uma escola rural que improvisou mesas em frente à casa de seus alunos para que eles não ficassem sem estudar; a força de Juliana, protegendo os animais no Pantanal; a generosidade de Alzira, auxiliando a distribuir cestas básicas no Amapá; a potência de Érika ao lançar um movimento pela igualdade de salários entre homens e mulheres no esporte; e a dedicação de Eliane aos pacientes com Covid-19. Entraremos em 2021 com essas inspirações.

Obrigada a todas por tudo.

Feliz ano novo,

Guta

Continua após a publicidade
Publicidade