Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês
Denise Steiner Por DERMATOLOGIA A médica Denise Steiner é dermatologista, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia e doutora pela Unicamp

Os cuidados necessários para controlar a rosácea em tempos de pandemia

A inflamação se caracteriza por um rosto sempre avermelhado e costuma aparecer em mulheres de peles claras

Por Denise Steiner - Atualizado em 11 jun 2020, 16h41 - Publicado em 11 jun 2020, 15h00

Nos tempos de pandemia, em que estamos mais confusas e ansiosas, sabemos que o estresse pode aumentar. Por causa disso, parece que tudo é culpa do estresse e qualquer doença está acontecendo por causa dele. Essa constatação é verdadeira, mas deve ser avaliada de maneira crítica e equilibrada.

O ser humano é um organismo vivo que reage de maneira global e integrada. Sendo assim, o estresse que acomete qualquer indivíduo irá pesar na sua saúde. Porém, cada qual tem sua genética e também seu próprio ambiente e, neste caso, apresentará reações relacionadas à sua predisposição e também aos estímulos característicos do local onde vive.

A rosácea é um quadro inflamatório que costuma comprometer mulheres de pele clara após a menopausa. Ela se caracteriza por um rosto sempre avermelhado, onde podemos ver vasos dilatados e às vezes pápulas e pústulas aglomeradas em algum local da face. Ela rosácea não compromete o corpo mas pode causar inflamação dos olhos e também hipertrofia e edema do nariz.

A causa exata da rosácea não é conhecida, mas ela piora com o estresse, que aumenta a vasodilatação, piorando o avermelhamento do rosto e estimula a liberação de substâncias inflamatórias. O álcool e os alimentos muito condimentados também podem piorar a condição.

Continua após a publicidade

A acne, que ocorre em homens e mulheres durante a puberdade e também afeta mulheres na idade adulta, também piora quando passamos por períodos muito estressantes. Nesses casos o cortisol – hormônio do estresse – aumenta e estimulam os hormônios masculinos e a produção de sebo, que facilita o crescimento de bactérias e a inflamação.

A acne pode piorar com alimentos de alto índice glicêmico e também com excesso de ingestão de leite e derivados.

Tanto em relação à rosácea como na acne há tratamentos específicos, sistêmicos e tópicos. É importante que haja uma consulta individual para firmar um diagnóstico correto e escolher o melhor tratamento para cada caso. Porém, além disso deve haver um controle da ansiedade e do estresse.

Essa abordagem pode ser multifatorial, com cuidados para uma alimentação nutritiva e equilibrada, a prática de exercícios físicos, noites bem dormidas e até meditação e práticas relaxantes.

Continua após a publicidade

A pandemia vai passar e vamos sobreviver com novos hábitos e crenças. O importante é não desperdiçar essa oportunidade de aprendizado e reflexão que a vida nos está oferecendo.

O que você precisa saber sobre gravidez em tempos de pandemia

 

Publicidade