Acne tardia na mulher pede profunda investigação hormonal

Também pode estar relacionada à queda de cabelo e ao aumento de pelos, principalmente na região do queixo e do buço

A acne é uma alteração que compromete os adolescentes quando estes começam a produzir os hormônios relacionados à puberdade. Geralmente esse quadro que apresenta pápulas, pústulas, nódulos e cicatrizes localizados no rosto é chamado de acne vulgar e costuma melhorar por volta dos 20-25 anos. Esta acne é relacionada à tendência genética e normalmente não está ligada com alterações hormonais.

Já a acne da mulher adulta é diferente, pois começa por volta dos 25-30 anos no público feminino que nunca teve acne na adolescência, com lesões inflamadas e doloridas localizadas principalmente na região do queixo e pescoço.

A acne da mulher adulta pode estar relacionada também à queda de cabelo e ao aumento de pelos, principalmente na região do queixo e do buço. Ela está associada a alterações hormonais, principalmente com a síndrome do ovário policístico e a hiperplasia adrenal congênita. Por esse motivo, a acne tardia, na mulher adulta, merece uma investigação hormonal completa. Devemos lembrar que estresse intenso com cortisol alto também pode desencadear este quadro.

No caso da associação com o ovário policístico, que chega a atingir 30% das mulheres com acne, as menstruações podem ser irregulares (menos do que 9 ciclos por ano) e podemos encontrar alterações dos hormônios masculinos, como a testosterona livre e a testosterona total, além de cistos nos ovários com formato e arranjos especiais ao exame de ultrassom. O diagnóstico correto e completo é muito importante para iniciar o melhor tratamento da acne da mulher adulta

Em geral são utilizados os anticoncepcionais com ação antiandrogênica, isto é, que neutralizem a ação masculina desses hormônios. A maioria das pílulas anticoncepcionais tem a mesma dose de estradiol e contém progestágenos que podem ser neutros, androgênicos e antiandrogênicos, estes últimos melhores para tratar a acne da mulher adulta.

Além disso, utilizamos a espironolactona, que melhora as espinhas, a queda de cabelo e o excesso de pelos por neutralizar os efeitos androgênicos destes hormônios na pele.

A isotretinoína, que é um remédio derivado da vitamina A, também pode melhorar o quadro da acne da mulher adulta utilizando-se doses diárias mais baixas por tempo prolongado.

A metformina, medicação utilizada para tratamento da diabete, pode ajudar no tratamento dessa acne quando a mesma está associada aos ovários policísticos.

Finalizando, é importante lembrar que as mulheres adultas com acne precisam manter os cuidados básicos como limpeza, hidratação e fotoproteção. O sabonete deve ser neutro, a hidratação feita com cremes poucos oleosos e não comedogênicos (evitam os comedões) e a proteção solar com filtros sem óleo, leves e específicos para pele com acne.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s