CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS
Kika Gama Lobo Por Atitude 50 Focada na maturidade como plataforma pessoal, a jornalista Kika Gama Lobo escreve sobre as sensações e barreiras que as mulheres de 50 anos vivenciam

Menopausa: o vampiro da maturidade

Ressecamento, calor e frio em alta intensidade, mau humor, insônia, queda de cabelo, fraqueza das unhas, excesso de gases, dores de cabeça. Tá bom, santa?

Por Kika Gama Lobo 17 jan 2018, 00h36

A minha chegou através de um trauma. Aos 47 anos fiz uma histerectomia. Tirei todos os órgãos femininos visando combater uma possível metástase de um câncer de endométrio que descobrira há pouco.

Seis anos depois, ainda peno. Ressecamento, calor e frio em alta intensidade, mau humor, insônia, queda de cabelo, fraqueza das unhas, excesso de gases, dores de cabeça. Tá bom, santa?

E para quem não pode fazer reposição hormonal, meu caso, é uma espécie de condenação à prisão perpétua. Já ouvi vários conselhos. Já tomei placebos e remédios bobinhos com garantia de melhora. Tudo ba-le-la.

O mais impressionante, porém, é o descaso com que os médicos tratam esta fase da vida, a resignação que as mulheres se impõem, a sociedade que não discute e os parceiros que zombam de você achando coisa de mulherzinha.

Emendo dizendo que isso é também um assédio moral, médico, familiar de toda uma sociedade. Ficou velha, dane-se. Ou como diz uma amiga, “entrou nos enta, guenta”. Eu, rebelde por natureza, proponho discussões acaloradas sobre o tema.

Mulher nenhuma que passe por essa fase quer silêncio. Queremos ajuda, respostas, caminhos, novos olhares sobre esta importante e ainda plena etapa da vida feminina.

Tenho 53 anos. Corro atrás de ter uma existência mais feliz, mas esta tal menopausa acaba comigo. Demoro horas pra gozar (antes era uma cabrita no cio). Transpiro potes à noite. Tenho um mau humor com a humanidade e uma falta de paciência com meus pares. Solto puns sonoros. Me mato agora?

Como compartilho toda ajuda que recebo, aqui um pouco de luz, com  dez dicas práticas que amenizam (pouco) os efeitos do fim da menstruação.

1.       Atividade física. Mexa-se todos os dias.

Continua após a publicidade

2.       Chá de folha de amora. Tenta, né? Vai que…

3.       Manter a pressão arterial nos níveis normais.

4.       Controlar alimentação por causa do ganho de peso.

5.       Fazer musculação uma vez na semana.

6.       Usar hidratante com ureia.

7.       Beber 3 litros de água.

8.       Evitar tomar sol em demasia.

9.       Usar um hidratante vaginal antes de cada relação sexual.

10.   Ligar o foda-se e ser feliz!

Continua após a publicidade
Publicidade