Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Frio e quarentena: veja como cuidar dos cabelos nesse momento

O uso da água quente e secadores é mais frequente nesse período, e se não houver cuidados podem ser grandes vilões para a saúde dos fios

Por Da Redação - 2 jun 2020, 10h00

Não é frescura. Quando as estações do ano mudam, os cuidados com os cabelos também precisam mudar. O inverno chegou, e é certeiro de que muitas pessoas, se não todas, lavarão seus cabelos com água quente do chuveiro.

Um outro aliado nesse momento são os secadores com seus jatos quentes para secar os cabelos com mais rapidez. Mas, se não forem bem usados, os parceiros podem se transformar em grandes vilões para a saúde de seus cabelos nessa estação.

O cabeleireiro Rodrigo Cintra explica que, a água quente pode aumentar a oleosidade no couro cabeludo. “Contribui para o ressecamento, dilata as escamas e colabora para desbotar a cor, e ainda retira o brilho”, explica ele.

É muito difícil largar a água quente quando se trata do inverno, mas os cabelos podem sentir os efeitos dela de forma negativa. “O que muitas pessoas fazem é lavar o cabelo após o banho ou antes e não ao mesmo tempo. Assim você consegue usar a água morna. Caso não consiga, vale diminuir/otimizar o tempo da lavagem”, argumenta Rodrigo.

Continua após a publicidade

É simples perceber quando os cabelos estão danificados pela água quente ou o secador. “É possível sentir o couro cabeludo mais oleoso e as pontas mais secas. Observar a coloração, se ela desbotar muito rápido após o procedimento pode ser o efeito da água quente – e das ferramentas de calor”, explica ele.

A frequência de lavagem continuam as mesma, tudo depende de como o cabelo está. Rodrigo conta que, se a pessoa faz atividade física, por exemplo, será necessário lavar mais vezes. “O suor pode obstruir o couro cabeludo e deixar as madeixas com aspecto poroso. Temos uma orientação mais geral: quando a mulher tem os fios secos e ressecados deve apostar em lavagens alternadas para que a proteção natural – os lipídios – consiga percorrer os fios até as pontas. Já quem tem os fios oleosos pode lavar todos os dias. Mas vai depender do dia a dia”.

O que fazer antes de usar o secador

As dicas de Rodrigo são bem simples e fáceis de fazer. Antes de usar o secador, tire o excesso de água com a toalha. Aplique um CC Cream, um produto que contém proteção térmica ao mesmo tempo que hidrata os fios; use uma escova redonda e grossa para modelar; mantenha uma distância considerável entre o bocal e os fios, cerca de 30 centímetros; no final sempre vale aplicar um spray de brilho e, nas pontinhas, óleo de reparação.

Nesse momento de isolamento onde não é seguro ir ao cabeleireiro e também estão fechados é possível fazer uma consultoria online, por vídeo. “Assim ele pode ajudar na escolha do melhor produto para você. Mas um tratamento que é bem bacana e pode ser realizado em todos os tipos de cabelo é o banho de colágeno, que combate o ressecamento, a opacidade e a desnutrição. Ele forma uma espécie de filme ao redor do fio e ajuda a reter água”, conta Rodrigo.

Continua após a publicidade

O banho de colágeno pode ser feito uma vez por mês, em casa. Já a hidratação pode ser semanal ou quinzenal. “O truque para hidratar os fios em casa, além da lavagem correta, é massagear bem, de cima para baixo, em mechas finas. Assim o produto age alinhando a cutícula, fechando-as de forma natural”, instrui o cabeleireiro.

Outra dica que pode ajudar na proteção dos fios nessa estação, é fazer o uso de óleos vegetais (óleo de coco, de oliva, linhaça, argan, manteiga de karité e amêndoa).  e o pre-poo (pre shampoo): aplicar o óleo vegetal em todo o comprimento e aguardar 20 minutos. Depois, é só lavar o cabelo. Esse cuidado garante que a hidratação não saia dos cabelos enquanto está sendo lavado. 

Todas as mulheres podem (e devem) assumir postura antirracista

Publicidade