CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Vereador é detido por agredir e assediar colega de trabalho

Conhecido como Professor Galdino, o político já tinha se envolvido em polêmicas no passado.

Por Giovana Feix Atualizado em 21 jan 2020, 05h03 - Publicado em 14 set 2016, 13h02

Acusado de agredir e assediar sexualmente a vereadora Carla Pimentel (PSC-PR), o vereador João Galdino de Souza (PSDB-PR) foi levado hoje (14) de manhã ao 1º Distrito Policial de Curitiba em um carro da Guarda Municipal. Conhecido publicamente como Professor Galdino, já havia aparecido na mídia antes do incidente, por conta de acusações de assédio moral e desacato a autoridade.

No episódio mais recente, após uma pequena discussão na Câmara Municipal de Curitiba, o vereador se jogou para cima de Carla e, segundo testemunhas, se aproveitou da situação. “Ele passou a mão nela”, afirma um dos cinco vereadores que presenciaram a cena. Diante disso, um grupo teria se juntado para conseguir tirar Galdino de cima da vereadora.

Carla Pimentel pediu autorização ao presidente da Casa para chamar a Polícia Militar. Atrás do carro da Guarda Municipal em que foi levado Galdino, ela também seguiu para a delegacia, onde registrou um boletim de ocorrência.

Em nota, presidente do PSDB de Curitiba, Juraci Barbosa Sobrinho, afirma que o partido está apurando os fatos e averiguando a necessidade da “aplicação de sanções disciplinares” a Galdino. “O PSDB de Curitiba repudia não só a falta de decoro, mas principalmente as agressões físicas, especialmente contra mulheres, motivo pelo qual já determinei ao Conselho de Ética do Diretório Municipal a abertura de processo disciplinar para apurar os fatos, que, se confirmados, resultarão na expulsão do filiado infrator”.

Continua após a publicidade
Publicidade