Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Vamos juntas? Movimento quer unir mulheres que se sentem inseguras na rua

Quem já se viu acuada ao caminhar sozinha pelas ruas? Acredite, a moça que ia na sua frente estava passando pela mesma situação.

Por Júlia Warken - Atualizado em 21 jan 2020, 19h58 - Publicado em 7 ago 2015, 14h58

“Na próxima vez que estiver em uma situação de risco, observe: do seu lado pode estar outra mulher passando pela mesma insegurança. Que tal irem juntas?” Dessa ideia extremamente simples é que nasceu o movimento Vamos juntas?, criado há pouco mais de uma semana pela jornalista Babi Souza. “O movimento surgiu como solução colaborativa para um problema real pelo qual passamos todos os dias”, diz ela. Tudo começou com uma conversa entre ela e a amiga Vika Schmitz, com quem bolou um card para ser postado em sua conta pessoal do Facebook.

Vamos juntas?Só as mulheres entendem o alívio de olhar para trás na rua e ver que a pessoa que está caminhando atrás…

Posted by Babi Souza on Quinta, 30 de julho de 2015

A ideia rapidamente ganhou força e levou Babi a criar uma página para o movimento. O projeto, que surgiu em Porto Alegre, está recebendo o apoio de mulheres em todo o Brasil e, até o fechamento dessa matéria, já contava com mais 62 mil fãs no Facebook. Na prática, o movimento propõe duas ideias:

1) a de que mulheres que não se conhecem possam se unir para criar um elo de proteção mútua quando andam na rua; 2) a de que mulheres que se conhecem e que costumam percorrer trajetos semelhantes (para o trabalho, faculdade, ponto de ônibus etc) se organizem para andar juntas. A palavra de ordem é: sororidade.

Continua após a publicidade

Acho que a questão da sororidade está diretamente ligada ao fato de se sentir identificada com aquela mulher que está do teu lado. Existem coisas que a gente passa na rua que só outra mulher é capaz de entender

Para Babi, a repercussão está superando qualquer expectativa e a ideia é expandir o movimento com a organização de encontros entre as apoiadoras da causa. “Temos ouvido muitas histórias de mulheres contando relatos sobre terem se unido a outra [mulher] na rua, bem como se unido a alguma menina que já era do seu círculo de amizade. É incrível! Parece que elas querem nos ajudar a acreditar que essa união é possível, sim”, comemora.

“Agora, sempre que nós nos encontramos, vamos juntas”. <3

Posted by Vamos juntas? on Quinta, 6 de agosto de 2015

No mundo que a gente sonha, nenhuma mulher precisa sentir medo de andar sozinha (seja onde for, seja na hora que for), certo? E somente unidas a gente pode construir esse cenário! Que tal acertarmos o passo e andarmos juntas no mesmo caminho? Assim a gente vai mais longe. <3

Continua após a publicidade
Publicidade