Os dilemas das mulheres na hora do sexo

Mulheres de 20, 30, 40 e 50 anos revelam os medos que sentem sobre o sexo na edição de março da revista CLAUDIA

Na CLAUDIA de março: as inseguranças que as mulheres sentem quando o assunto é sexo
Foto: Divulgação

Sexo não é só técnica, é emoção. Por isso, quando a mulher se sente insegura, a vida a dois balança. O problema é que pelo menos uma vez na vida todas as mulheres vão se sentir inseguras na hora do sexo. A edição de março de 2011 da revista CLAUDIA traz uma matéria especial listando quais são os temores mais comuns que as mulheres sentem e, ainda, ensina como lidar com isso em cada fase da vida.

Segundo a sexóloga Laura Muller, os maiores medos, de acordo com a faixa etária, são:

· aos 20 anos: não agradar e não ser perfeita para o companheiro
. aos 30 anos: não ter orgamos e ser trocada por outra mulheres
. aos 40 anos: não ser desejável e não conseguir um namorado caso se separe
. a partir dos 50 anos: perder o prazer e ficar nua na frente do parceiro

 

Vida de famosa

Sobre relacionamentos, Grazi Massafera, a bela atriz que é a estrela da edição, conta que planeja aumentar a família, mas nada de pressa – ela está com o ator Cauã Reymond desde 2007. Na entrevista, ela fala sobre as dificuldades na carreira e afirma que as críticas foram importantes, pois a levaram à superação. E ainda contou um pouco sobre o seu novo projeto – a comédia Billi Pig, que estreia no segundo semestre de 2011.

Os dilemas das mulheres na hora do sexo

Cada época produz um desejo de futuro para as meninas apoiando na beleza e na sensualidade
Foto: Divulgação

 

Como nossos pais

Sua filha adora ir à escola maquiada? Na edição 594 de CLAUDIA, há, ainda, uma interessante matéria sobre crianças que seguem o mesmo padrão de beleza que as mães. O que se vê é que, no século 21, já não há um abismo na questão do gosto e da moda entre diferentes gerações como havia no passado e isto pode ser um problema. A matéria chama a atenção das mães, pois quanto mais essas “mulherzinhas” – que não passam de criança – ganham espaço, mais a infância parece ameaçada.


 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s