“O líder admirado é a combinação de inteligência e conhecimento em um ego sob medida”

Segundo pesquisas de uma das maiores consultorias de liderança do mundo, a Zenger Folkman, os gestores que se subestimaram foram os que apresentaram os resultados mais positivos

Dentro de um líder de sucesso costuma habitar um grande ego – inflado o bastante para conter sua elevada autoestima, uma autoconfiança inabalável e a clareza imodesta da sua competência e valor. Dito assim, soa antipático e excessivo, mas o perfil clássico desse chefe que exala amor-próprio pelos corredores dos escritórios virou referência de atributos e atitudes para a turma que deseja chegar ao topo. Mulheres, principalmente, são instadas a emular esse comportamento. Quantas vezes você já não ouviu (até aqui nesta coluna, tenho que confessar) que para crescer na carreira uma mulher deveria exibir suas qualidades sem pudor e aprender com os meninos a se achar mais e se exigir menos? Pois vamos começar o ano com uma nova reflexão sobre o assunto. Quem traz esse olhar inédito sobre as características de um líder desejável é a pesquisa de uma das maiores consultorias de liderança do mundo, a Zenger Folkman, que comparou o que quase 70 mil gestores pensam sobre si mesmos com o que suas equipes, em um total de 750 mil pessoas, pensam deles e ainda avaliou o resultado dessas administrações.

Já se imaginava que as avaliações cruzadas de chefes e subordinados não fossem bater. Mas o que de fato surpreendeu na conclusão do estudo foi a constatação de uma interessante inversão de valor no estereótipo do chefão “convencido”, descrito no começo deste texto: os gestores que se julgavam em mais alta conta tiveram as piores performances. Os que se subestimaram foram mais bem avaliados pelos subordinados e apresentaram os resultados mais positivos!

Há algumas maneiras de analisar esses dados. É claro que a modéstia por si só não é fator definidor de sucesso de um grande executivo. O que significa, porém, no mundo das empresas, um certo nível de insegurança sobre si mesmo? Antes de tudo, a não acomodação. Se você acha que pode e deveria ser melhor, vai tentar mais, estudar mais, se esforçar mais. Ser absolutamente confiante no próprio taco leva o gestor a ter certezas demais e dúvidas de menos. No novo padrão horizontal da composição dos empreendimentos modernos, o sabichão está em desvantagem. Dúvidas são muito bem-vindas em um cenário de mudança permanente. Vale mais o questionador de si mesmo, que não se apega às suas verdades como se fossem únicas e definitivas.

Outra característica fundamental do líder que é mais do que acredita ser é a humildade. Só quem a pratica genuinamente está disponível para aprender e para trabalhar melhor com a tentativa e o erro, o que é cada vez mais importante para os gestores que lidam com a inovação. Os atributos apontados agora como positivos são velhos conhecidos das mulheres: achar que podemos ser melhores, querer sempre fazer mais, acreditar que o que sabemos ainda não é suficiente e ter humildade para aprender com os erros. Soa familiar? É claro que é, só não confunda com a paranoia da incompetência. Ou com a síndrome da fraude e liderança frouxa ou confusa. O líder admirado é, segundo a pesquisa, a combinação de inteligência e conhecimento em um ego sob medida. Despretensão e simplicidade vencem a chatice do narcisismo. E fazem, sem dúvida, o mundo melhor. Feliz 2016!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s