Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

O cachorro atacou meu filho, e agora?

A criança tomou uma mordida? Entenda como funciona a cabeça do seu bicho e saiba o que fazer para evitar mordidas da próxima vez

Por Redação M de Mulher - Atualizado em 21 jan 2020, 08h17 - Publicado em 18 Maio 2009, 21h00
O cachorro atacou meu filho, e agora?

Ensine seu filho a respeitar o animal – assim, eles conviverão bem juntos
Foto: Dreamstime

Nosso cão atacou meu filho


Bichos e crianças podem ser ótimos amigos, desde que você ensine seu filho que o Totó não é bichinho de pelúcia e pode reagir se for incomodado. Veja só:

Os motivos do seu bicho 
Cães de médio e grande porte costumam ser muito pacientes com crianças. Já os de raças menores não curtem levar tapinhas, puxões e ouvir gritos. Além disso, eles odeiam que mexam no prato de comida ou no osso que estão roendo. A reação inicial pode ser um rosnado ou uma dentada no ar. Se a criança insistir, o cão pode morder para dizer “chega”.

O que fazer com o cachorro
Se tiver sido a primeira vez e ele for manso, não é o caso de doar o cão. Apenas repreenda-o com um “não” firme logo após a mordida. E nada de bater no animal! Alguns cães ficam acanhados e dão uma lambida, pedindo desculpas. Se ele é afetuoso com adultos mas demonstra detestar crianças, é melhor dá-lo a uma família bacana sem filhos pequenos.

O que dizer à criança
Seu filho fica com medo do cachorro depois do primeiro susto, mas pode gostar dele e o querer por perto. Explique que cães não sabem falar: o único jeito que têm de demonstrar o mau humor é rosnando ou mordendo. Do mesmo modo que seu filho fica chateado quando os amiguinhos o incomodam, o cão também fica. Pode ser um rico aprendizado de respeito!

Faça o meio de campo com seu filho
Ninguém nasce sabendo como lidar com os animais. Por isso, mesmo depois de explicar a seu filho como funciona a cabecinha do cachorro, é preciso ficar de olho na relação dos dois, para evitar acidentes. Ensine a criança a acariciar o bicho e interrompa brincadeiras que perturbem o animal. Sugira atividades de que o cachorro goste.

Publicidade