Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Mundo acorda em choque com vitória de Donald Trump

Contrariando as previsões, Donald Trump vence Hillary Clinton e é eleito presidente dos EUA

Por HuffPost Brasil Atualizado em 21 jan 2020, 02h26 - Publicado em 9 nov 2016, 07h47

O que para muitos parecia impossível aconteceu nas eleições americanas nesta quarta-feira (9): o bilionário Donald Trump foi eleito, na noite desta terça-feira (8), o 45º presidente dos Estados Unidos.

Quando se lançou como pré-candidato à presidência, pouca gente acreditava que Trump – um magnata sem nenhuma experiência política, mas com uma carreira sólida como apresentador de TV além de dono de um império de empreendimentos – fosse ser nomeado candidato. Mesmo quando já era o nome certo, durante a campanha, Trump foi duramente criticado por conta de suas declarações machistas, racistas e xenófobas.

Entre as promessas de campanha de Trump, estavam a construção de um muro na fronteira dos EUA com o México, a deportação de milhões de imigrantes e a proibição da entrada de muçulmanos no país.

Temendo a incerteza econômica e política que a vitória de Trump pudesse causar, o dólar começou a despencar durante a madrugada desta quarta-feira (9), derrubando os mercados acionários da Ásia.

Por esses motivos, muitos simplesmente não conseguiam acreditar quando a apuração dos votos já indicava a vitória do republicano:

“Eu não consigo acreditar que isso está acontecendo”

https://twitter.com/Truman_Black/status/796186812645539841

“Acabei de ver pessoas chorando nas ruas de NY por medo genuíno. É como Cloverfield mas menos divertido e mais deprimente”

“Como ele está ganhando? Pensei que era uma piada o tempo todo!!!”

 

“Não posso acreditar que os EUA estão morrendo essa noite”

“O pior pesadelo dos EUA era o 11/9… agora é o 9/11”

“O ódio venceu. O medo venceu. O racismo venceu. O sexismo venceu. A homofobia venceu. O preconceito venceu. Rezando por vocês!”

“Os EUA fizeram seu próprio Brexit com a surpreendente vitória de Trump provando que nada é impossível”

 

Continua após a publicidade
Publicidade