Mulher dá resposta genial a homem que a humilhou por ser mãe e trabalhar

Em resposta publicada no Twitter, a radialista irlandesa afirma que trabalhar faz dela uma mãe melhor

Como a maioria das mães sabe, muita gente aparece querendo dar pitaco na criação das crianças. E a vontade de responder é grande. Recentemente, ao ser confrontada por um estranho sobre como deveria largar o trabalho para ficar com sua filha, a radialista irlandesa Susan Keogh resolveu rebater e postou uma carta em resposta no Twitter. No texto, ela diz que um homem sugeriu que ela pedisse demissão já que sentia tanta saudades da filha. Ou que, pelo menos, parasse de postar fotos da menina, a pequena Faith, de 4 anos. Com muita didática, Susan explicou o que a maioria dos machistas recusa a ver: trabalhar faz dela uma mãe melhor. “Eu gosto do meu emprego, é importante para mim e me faz feliz”, esclareceu. 

Susan Keogh; Twitter Susan Keogh; Twitter

Susan Keogh; Twitter (/)

“Eu trabalho para dar um futuro melhor à minha filha. Para que ela, aos 16 anos, possa ir ao passeio da escola”, continua Susan. Ela admite se sentir culpada às vezes, mas diz que nunca viu ninguém questionar seu marido sobre acumular a função de pai com o trabalho. “Admito que às vezes perco a hora de colocar a Faith na cama, mas meu marido sai de casa às 5 horas da manhã e sempre perde o momento em que ela acorda. Adivinha quantas pessoas confrontaram ele com isso? Acertou! Ninguém”, escreveu.
Ela encerra a carta dizendo que, para ela, não importa o que a filha vai querer fazer quando adulta: “Eu não tenho uma carreira para mostrar que ela também pode ter uma. Eu trabalho para que ela saiba que tem escolhas. Eu quero que ela tenha confiança para optar pelos melhores caminhos. Eu quero que ela escolha a felicidade”.

 

Susan Keogh/Twitter Susan Keogh/Twitter

Susan Keogh/Twitter (/)

A mensagem foi compartilhada mais de 700 vezes no Twitter. Além disso, muitas mães mandaram mensagens para Susan contando de situações semelhantes que viveram e demonstrando apoio. Depois dessa lição, o remetente deve pensar duas vezes antes de se intrometer onde não é chamado.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s