Organizadora de ato contra Bolsonaro é agredida por homens armados

O caso aconteceu na noite dessa segunda-feira (24), no Rio de Janeiro.

Maria Tuca Santiago, uma das organizadoras do ato contrário a Jair Bolsonaro, foi agredida por três homens armados no Rio de Janeiro. O caso aconteceu na última segunda-feira (24) e o celular dela foi levado pelos agressores.

Além de estar mobilizando o movimento #MulheresContraBolsonaro, Maria Tuca também trabalha na campanha do candidato a deputado estadual Sérgio Ricardo Verde, do PSOL. Segundo nota do partido, ela foi encaminhada ao hospital e de lá seguiu para a delegacia a fim de prestar queixa. 

A polícia ainda investiga qual foi a motivação dos homens que a atacaram.