Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Michelle Obama fala aos jovens e chora em último discurso

"Não temam. Sejam focados. Sejam determinados. Sejam esperançosos. Sejam empoderados."

Por Ligia Helena Atualizado em 20 jan 2020, 23h21 - Publicado em 7 jan 2017, 08h08

O dia da posse de Donald Trump se aproxima – será dia 20 de janeiro – e o casal Michelle e Barack Obama vai se despedindo dos postos de primeira-dama e presidente dos Estados Unidos.

Ontem (6), na Casa Branca, Michelle Obama fez um discurso muito emocionado em um evento oficial. Ao homenagear os orientadores de escolas por todo o país, ela fez um falou sobre os jovens estudantes, se emocionou e chorou. Assista ao bonito discurso e, se não entende inglês, leia abaixo os principais trechos, em tradução livre:

https://www.youtube.com/watch?v=OEJv8x2aidU

“(…) E, enquanto termino meu período de trabalho aqui na Casa Branca, não posso pensar em uma mensagem melhor para mandar para os jovens em meu último discurso como primeira-dama. Então, para todos os jovens que estão nessa sala, e para os que estão assistindo, saibam que este país pertence a vocês – a todos vocês, tenham o passado ou a história que tiverem. Se você ou seus pais são imigrantes, saiba que você é parte de uma tradição americana orgulhosa – a infusão de novas culturas, talentos e ideias, geração após geração, que nos fez o maior país na Terra.

Se sua família não tem muito dinheiro, quero lembrar a você que neste país, muitas pessoas, inclusive meu marido e eu – nós começamos com muito pouco. Mas com muito trabalho duro e uma boa educação, tudo é possível – até tornar-se presidente. Isso é sobre o que o sonho americano fala.

Se você é uma pessoa de fé, saiba que a diversidade de religião é uma grande tradição americana, também. Na verdade, é o porquê de muita gente ter vindo para esse país – para ter sua fé com liberdade. E seja você muçulmano, católico, judeu, hindu, sikh – essas religiões estão ensinando aos jovens sobre justiça, compaixão e honestidade. Então eu quero que nossos jovens continuem a aprender e praticar esses valores com orgulho. Veja, nossa gloriosa diversidade – nossa diversidade de fés e cores e credos – isso não é uma ameaça a quem somos, isso é o que nos faz quem somos. Então os jovens que estão aqui ou lá fora: não deixem que ninguém faça você se sentir desimportante, ou como se você não tivesse lugar na história dos Estados Unidos – porque você tem. E você tem o direito de estar exatamente onde está.

Mas também quer ser muito clara: isso não é dado de mão beijada para você. Não, esse direito tem de ser conquistado a cada dia. Você não pode menosprezar suas liberdades. Assim como gerações que vieram antes de você, você tem de fazer sua parte para preservar e proteger essas liberdades. E isso começa agora, enquanto você é jovem.

Agora, você precisa se preparar para incluir sua voz na conversa nacional . Você precisa se preparar para estar bem-informado e engajado como cidadão, para servir e liderar, para levantar-se por nossos valores americanos de que nos orgulhados e honrá-los em seu cotidiano. E isso significa ter a melhor educação possível para pensar de maneira crítica, para que você possa se expressar com clareza, para que você tenha um bom emprego e sustente você e sua família, para que você possa ser uma força positiva em sua comunidade.

Continua após a publicidade

E quando você encontrar obstáculos – porque eu garanto, você vai encontrá-los, e muitos de vocês já encontraram – quando você estiver em dificuldade, e começar a pensar em desistir, quero que você lembre de algo que meu marido e eu falamos desde que começamos essa jornada quase uma década atrás, algo que nos acompanhou em cada momento nesta Casa Branca e em cada momento de nossas vidas, que é o poder da esperança – a crença que algo melhor sempre é possível se você está disposto a trabalhar e lutar por isso.

É nossa crença fundamental no poder da esperança que nos permitiu ficar acima das vozes de dúvida e separação, de raiva e medo que enfrentamos em nossas vidas e na vida deste país. Nossa esperança de que se trabalharmos duro e acreditarmos em nós mesmos, podemos ser quem sonharmos, nem ligando para as limitações que outros podem colocar na gente. A esperança de que quando as pessoas nos veem por quem realmente somos, talvez, apenas talvez, elas possam, também, se inspirar a ser o melhor que podem.

(…)

Então essa é minha mensagem final aos jovens como primeira-dama. É simples. Eu quero que nossos jovens saibam que eles importam, que eles pertencem. Então não temam – vocês estão me ouvindo, jovens? Não temam. Sejam focados. Sejam determinados. Sejam esperançosos. Sejam empoderados. Empoderem-se com uma boa educação, e então saiam daqui e usem essa educação para construir um país merecedor de sua promessa sem limites. Liderem pelo exemplo com esperança, e nunca com medo. E saibam que eu estarei com vocês, torcendo por vocês e trabalhando para apoiá-los pelo resto de minha vida.

(…)

Então queria encerrar hoje simplesmente agradecendo. Obrigada por tudo o que vocês fazem por nossas crianças e por nosso país. Ser sua primeira-dama foi a maior honra de minha vida, e espero que eu tenha os deixado orgulhosos.”

Esses dois vão deixar muita saudade!

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade