Meu filho disse que me odeia. O que fazer?

Veja o que fazer quando o seu filho pequeno te ofender com palavras negativas

Fique de olho quando a criança repetir atitudes e expressões agressivas
Foto: Getty Images

 

É chocante ouvir do filho uma frase forte como “Eu te odeio!” O desafio? Não reagir de maneira igualmente destemperada, como se essa declaração fosse um ataque pessoal.

“O pequeno nem sempre dá às palavras a dimensão que elas possuem”, explica a psicoterapeuta Ana Cristina Marzolla, de São Paulo.

“Ele pode usar o ‘odeio’, por exemplo, para manifestar desagrado a uma situação que o incomoda, como uma bronca que recebeu dos pais. Não tem sutileza para separar as coisas”, diz.  A melhor atitude é deixá-lo extravasar a irritação. Se as palavras negativas se tornam uma constante, porém, vale a pena observar se a criança atravessa dificuldades na escola, com os amigos ou mesmo em casa.

“Seu filho pode estar apenas repetindo atitudes e expressões agressivas com as quais vem tendo contato ultimamente”, alerta Ana. Fique de olho!