Clique e assine com até 75% de desconto

Meu cachorro é modelo de foto, vídeo e passarela

O meu beagle Lancelot já ganhou R$ 2 mil pra aparecer num catálogo de coleiras e até participou de minissérie da TV Globo. O bichinho é celebridade

Por Redação M de Mulher Atualizado em 21 jan 2020, 07h28 - Publicado em 7 jul 2009, 21h00
Meu cachorro é modelo de foto, vídeo e passarela

O Lot foi adotado na ONG Anjo dos 
Animais. Não paguei nada pelo meu 
cão famoso!
Fotomontagem: Dreamstime, 
Thiago Bernardes, Caca Bratke, 
Marcos Fernandes

A carreira do meu Lancelot, um cãozinho da raça beagle, começou por acaso. Era 2006 e eu estava com ele na rua quando cruzamos com um pessoal que filmava um comercial de celular. Na hora eles me pararam e disseram que precisavam de um cachorro como ele: lindo, alegre e amigável para o vídeo. Foi a primeira de muitas aparições públicas do Lot. 

Veja a trajetória da fama do meu cão celebridade

Eu sempre carreguei o cãozinho comigo pra onde ia. Aí, meu bebê logo se tornou bem popular entre meus colegas. Como sou produtora visual e trabalho com gente do mundo da moda, de decoração, beleza, cenografia e agências de publicidade, ele já era praticamente do meio artístico, sabe? Então, do primeiro flash pra fama foi um passo.

No currículo do Lot ainda consta participação em uma minissérie da TV Globo, desfile em passarelas e até foto em embalagem de xampu. Mas o auge da carreira dele foi quando ganhou R$ 2 mil para posar pra um catálogo de coleiras. Precisava vê-lo fazendo pose no ensaio, parecia gente!

Ele comia vestido, sapato…

Muita gente pergunta por que eu levo Lot pra tudo quanto é lugar. É que quando eu ficava com ele em casa, o danado comia o que visse pela frente: sapatos, vestidos, colchão, sofá… E eu não ficava brava, pois ele não fazia isso por mal, mas porque tem muita energia.

O beagle é uma raça de cachorros caçadores. Ele é usado em um esporte muito praticado pela realeza inglesa: a caça à raposa. Um animal assim não pode ficar trancado em casa. Como não tenho um emprego fixo, aonde vou, meu companheiro vai também.

Continua após a publicidade

Top model precisa manter a forma

A alimentação do Lot é muito saudável. Nos intervalos entre as rações, ele come brócolis, couve-flor, berinjela ou abobrinha. Quando acho que ele merece um mimo, dou um pedaço de peito de peru. Acho importante também que ele esteja com as vacinas atualizadas e faça exercícios físicos diários. Banho, ele toma uma vez por semana pra estar sempre limpinho e cheiroso. Afinal, ele dorme na minha cama.

Mas nem sempre o Lot teve essa vida de rei. Ele foi abandonado ainda filhote e acabou em um abrigo de cães.

Eu adotei o Lot

Sempre achei beagle a coisa mais linda do mundo. Um dia, uma ONG que cuida de bichos abandonados, a Anjo dos Animais, me mandou um e-mail com a foto do Lot. <a href="javascript:muestra_imagen('/imagem//thumb-lista-flash-80×60/transparente.gif’,300,200,’Adote%20um%20animal’%20,’O%20Lot%20foi%20adotado%20na%20ONG%20Anjo%20dos%20Animais.%20Ela%20%C3%A9%20uma%20entre%20dezenas%20de%20outras%20institui%C3%A7%C3%B5es%20onde%20se%20pode%20pegar%20um%20bichinho%20sem%20pagar%20nada.%20Ele%20geralmente%20j%C3%A1%20vem%20castrado%20e%20vacinado.%20O%20importante%20%C3%A9%20cuidar%20bem%20do%20animal%20e%20dar%20a%20ele%20um%20lar.%20Basta%20preencher%20seu%20nome%20e%20endere%C3%A7o%20e%20assinar%20os%20pap%C3%A9is%20de%20ado%C3%A7%C3%A3o,%20se%20comprometendo%20a%20tratar%20bem%20o%20bichinho.%20Pra%20que%20pagar%20um%20dinheir%C3%A3o%20por%20um%20animal%20de%20ra%C3%A7a%20se%20voc%C3%AA%20pode%20ter%20um%20de%20gra%C3%A7a?’)”>Ele tinha acabado de ser colocado para adoção. Fui lá conferir.

Quando vi o bichinho ali, com uma corda no pescoço, magro e de olhar triste, não tive dúvidas: preenchi os papéis de adoção na hora. Ele estava com nove meses. Nunca me arrependi de ter pegado o Lot pra mim, nem quando ele comeu minha casa quase toda. Os veterinários me aconselharam a castrá-lo para que ficasse mais sossegado. Mas eu não quis, porque o animal engorda depois. Como o Lot é top model, precisa estar em forma.

Ele me deu bisnetos

O sucesso do Lot no ramo artístico me abriu novos horizontes. Há dois anos, criei uma agência de modelos só para cachorros, a Cão Modelo. Os animais posam para revistas e rótulos, fazem comerciais e até desfilam. O cachê vai de R$ 100 a R$ 2 mil, dependendo da performance. E eu fico com 20% do cachê deles. Tenho em minha agência 400 cães de todas as raças.

Como se não bastasse o orgulho que ele me dá pela parte profissional, meu cãozinho ainda me trouxe muita alegria familiar. Há 3 anos, ele se tomou de amores por uma linda beagle, a Lola. Juntos tiveram cinco filhotes fofíssimos. E… esses filhotes tiverem outros filhotes. Assim, com apenas 36 anos, já sou bisavó! Eu sei que sou uma babona e não nego. Quem não seria ao ver seu pimpolho tão encaminhado na vida?

Continua após a publicidade
Publicidade