CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Menino autista escreve poema encantador sobre ser singular

Benjamin Giroux, de 10 anos, recebeu milhares de mensagens de apoio nas redes sociais

Por Redação CLAUDIA Atualizado em 28 out 2016, 10h02 - Publicado em 6 Maio 2016, 13h16

Em abril, celebra-se o Mês Nacional da Poesia nos Estados Unidos. Para marcar a data, a professora de Benjamin Giroux, da Cumberland Head Elementary School em Plattsburgh, Nova York, deu uma tarefa a sua classe da quinta série: cada aluno deveria escrever um poema sobre si mesmo, começando os versos com a sentença “I am” – ‘eu sou’, em inglês.

Benjamin Giroux, de 10 anos de idade, tem síndrome de Asperger – uma forma de autismo. Costuma conversar pouco, mas ficou bastante ansioso para começar a escrever o seu poema e, quando terminou, imediatamente mostrou as pais, que se surpreenderam com o resultado.

O poema começa dizendo “I am odd, I am new” – ‘eu sou singular, eu sou novo’. Em outros versos, ele diz ‘Eu tento me encaixar/ Espero que um dia eu consiga’ e ‘Eu choro quando as pessoas riem, isso me faz encolher’.

No dia seguinte, os alunos leriam os poemas para a classe. Diante do nervosismo, Benjamin não conseguiu ir à aula. Ele achou que seu poema não estava bom, então seu pai decidiu postar uma foto do que o menino escreveu em sua página no Facebook, para, quem sabe, receber curtidas e mensagens de apoio dos amigos e familiares.

A surpresa foi que a  Associação Nacional de Autismo viu a foto e compartilhou em sua página, recebendo milhares de respostas de estranhos dizendo o quanto o poema foi capaz de as inspirar.

 

 

Em tradução livre:

Eu sou singular, eu sou novo

Eu gostaria de saber se você é também

Eu ouço vozes no ar

Eu vejo que você não, e isso não parece justo

Eu gostaria de não me sentir triste

Continua após a publicidade

Eu sou singular, eu sou novo

Eu finjo que você também é

Eu me sinto como um menino no espaço sideral

Eu toco as estrelas e me sinto fora de lugar

Eu me preocupo com o que os outros podem pensar

Eu choro quando as pessoas riem, isso me faz encolher

Eu sou singular, eu sou novo

Eu entendo agora que você também é

Eu digo ‘Eu me sinto como um rejeitado’

Eu sonho com o dia em que isso será ok

Eu tento me encaixar

Eu espero conseguir um dia

Eu sou singular, eu sou novo

Continua após a publicidade

Publicidade