Marca de brinquedos defende o fim da divisão entre brincadeiras de meninos e meninas

Meninas podem brincar de carrinho? Claro que sim! Conheça a proposta da TOP-TOY, a rede de brinquedos europeia que tenta acabar com as divisões de brinquedos.

Quem disse que meninos não podem brincar de boneca ou casinha? E se a menina quiser montar um autorama sozinha, por que não? A TOP-TOY, maior cadeia de brinquedos do norte da Europa, licenciada da marca americana Toys “R” Us, decidiu colocar ponto final em estereótipos na hora de brincar. Em suas fotos de divulgação dos brinquedos produzidas no início deste ano, diferentes crianças aparecem brincando com os mesmos produtos.

Marca de brinquedos defende o fim da divisão entre brincadeiras de meninos e meninas

A ideia da empresa é evitar sugerir que certos brinquedos são criados somente para meninos ou meninas, para que, assim, os pequenos possam decidir com quais deles querem brincar. “Queremos que nossos catálogos reflitam a verdadeira forma de brincar de meninos e meninas, e não que apresentem uma visão estereotipada deles. Se tanto as meninas como os meninos gostam de se divertir com uma cozinha de brinquedo, então queremos refletir esse padrão”, afirmou o diretor de Marketing Thomas Meng em entrevista ao jornal The Guardian.

Além das peças publicitárias, as lojas da marca foram restruturadas para misturar os conceitos. Todos funcionários foram, inclusive, treinados para não interferir nas escolhas das crianças na hora de vender os brinquedos.