Clique e Assine CLAUDIA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

‘I’m Tired Project’: 15 imagens impactantes ilustram o PESO da discriminação em cada um de nós

Enfrentar a discriminação a cada dia é uma batalha cansativa e interminável que muitas vezes passa despercebida.

Por Alanna Vagianos (colaboradora)
Atualizado em 11 abr 2024, 19h24 - Publicado em 7 ago 2015, 13h00

Dois fotógrafos resolveram falar sobre isso em um novo projeto.

Criado por Paula Akpan e Harriet Evans, o “I’m Tired Project” (Estou cansado, em tradução livre), destaca os impactos negativos da discriminação que resultam no reforço de diferentes estereótipos. As fotos mostram pessoas de todas as etnias e gêneros com uma frase escrita em suas costas. Cada frase reflete uma suposição ou estereótipo de que eles estão “cansados” de ouvir.
 
 

Eu estou cansada de ser a mulher negra com raiva.

I'm Tired Project
I’m Tired Project ()

 

Estou cansado de dizer que eu sou magro demais para um homem.

I'm Tired Project
I’m Tired Project ()

 

Estou cansada de homens que pensam que têm o direito de me assediar.

I'm Tired Project
I’m Tired Project ()

 

 

Eu não tinha percebido que ser negro e crescer em uma área com a maioria da população branca, muitas vezes, é sinônimo de ser uma pessoa com raiva ou agressiva

Continua após a publicidade

I'm Tired Project
I’m Tired Project ()

A série lida com os estereótipos de diferentes identidades, incluindo a imagem corporal, raça, gênero e sexualidade.

“Quando levamos estes aspectos para o pessoal, ele traz quase que um sentimento de ‘camaradagem’, porque é como se alguém ‘lá fora’ pudesse entender como você se sente e tem sido capaz de lidar com isso”, diz Paula Akpan, co-criadora do projeto ao The Huffington Post.

Continua após a publicidade

Leia também: os desafios que os transexuais enfrentam no mercado de trabalho

Depois de fotografar cada participante, Akpan e Evans pediram a eles para descrever o que sentiam em um parágrafo.

Evans disse ao HuffPost que a intenção foi tentar traduzir o que mais os deixava/deixa “cansado” e construir a ideia de que “qualquer um pode estar sentindo isso. Seu carteiro, seu melhor amigo, ou um completo estranho.”

Continua após a publicidade

“Mais importante para Paula e eu é que as pessoas consigam olhar para estas imagens e saibam que outras pessoas estão passando por isso também. Não é só com você. Você não está sozinho (a)”, disse Evans. “Ou para que eles tem a mente aberta, mas não falam sobre ou não consideraram isso algo relevante no passado”

Veja mais fotos

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de 14,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.