Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Governos estaduais do Nordeste lançam campanhas contra o turismo sexual

As campanhas foram lançadas logo após a fala de Jair Bolsonaro sobre turismo no Brasil e "sexo com mulher". Entenda.

Por Júlia Warken - Atualizado em 15 jan 2020, 19h10 - Publicado em 29 abr 2019, 19h26

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro declarou que o Brasil não pode ser um país de turismo gay e emendou: “Se quiser vir fazer sexo com mulher, fique à vontade”. Para além da flagrante homofobia, a fala de Bolsonaro também é irresponsável em relação ao problema do turismo sexual no Brasil.

Depois dessa declaração, o governo do Maranhão e de Pernambuco se posicionaram contra o turismo sexual. Através das redes sociais, esses estados mandaram “recados” alusivos ao assunto. Nenhuma das postagens faz menção a Bolsonaro, mas o timing diz tudo, não é mesmo?

O Maranhão mostrou que já está de olho nas festividades juninas e diz que o estado está de braços abertos aos visitantes, mas que não tolera a exploração de mulheres. “O Maranhão está à disposição dos turistas. A mulher maranhense, não”, enfatiza a post.

A publicação maranhense está no ar desde o último domingo (28) e, ao que tudo indica, inspirou a manifestação do governo de Pernambuco. Isso porque o post assinado pela Secretaria da Mulher daquele estado grifa a frase “Pernambuco está à disposição dos turistas. A mulher pernambucana, não!”.

O post foi lançado nessa segunda-feira (29) e divulga o telefone da secretaria, além de incentivar as mulheres a fazerem denúncias através do 180 e do Disque 100.

Continua após a publicidade

Pernambuco recebe a todos de braços abertos. Mas repudiamos qualquer tipo de exploração sexual. Para denúncias, no…

Posted by Governo de Pernambuco on Monday, April 29, 2019

Publicidade