CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Escolha o brinquedo de acordo com a idade das crianças

Saiba quais são os mais apropriados para cada fase do desenvolvimento infantil e conheça os prós e os contras dos mais vendidos atualmente

Por Silvia Regina (colaboradora) Atualizado em 21 jan 2020, 23h45 - Publicado em 22 abr 2015, 08h19

Criança adora um brinquedo, e isso é muito bom! Ao manuseá-lo, os pequenos descobrem o mundo ao seu redor. “Brinquedos promovem o desenvolvimento cognitivo, emocional, corporal e criativo das crianças”, diz Adriana Friedmann, autora do livro A Arte de Brincar (Editora Vozes, R$ 46*). Além disso, bonecas, carrinhos e afins são um meio de conhecermos melhor nossos filhos. “Observando como as crianças brincam, o adulto pode descobrir os potenciais delas, seus interesses, necessidades e habilidades”, conta. Mas diante de tantas opções sempre surge a dúvida na hora da compra: qual é o mais indicado? O psicólogo infantil Rafael Alvarenga, autor do livro Meu Primeiro Dia de Aula (Editora Volta e Meia, R$ 21*), lembra que brinquedos adequados geram diversão e ajudam no desenvolvimento da criança. Veja os mais indicados para cada idade e boa diversão!

Respeite a faixa etária

No Brasil, é obrigatório que todos os brinquedos tragam a indicação de idade. Geralmente, isso está num lugar visível da embalagem. Essa informação é muito importante e deve ser levada sempre em consideração. “Um brinquedo não adequado pode gerar frustração, já que a criança não vai conseguir brincar. A sensação será de derrota”, alerta Alvarenga. Além disso, essa indicação garante que o brinquedo é seguro, não tendo, por exemplo, peças pequenas que possam ser engolidas. Procure sempre o selo do Inmetro. Só ele garante que não há materiais tóxicos ou perigosos.

Até 1 ano

Os brinquedos precisam ser macios e devem estimular os sentidos. É importante evitar sons altos para não agitar demais o pequeno. A presença de um adulto durante a brincadeira é fundamental.

Prefira: móbiles, carrinhos de tecido, mordedores, objetos com texturas diferentes, tapetes de atividades, livros para banho.

De 1 a 3 anos

As crianças entram numa fase em que gostam de imitar gente grande. Também estão atentas a sons e adoram música. A presença de um adulto continua imprescindível.

Prefira: instrumentos musicais, panelinhas, livros com figuras grandes e coloridas, blocos de montar, brinquedos de empurrar, jogos de encaixar, bonecos grandes.

De 3 a 5 anos

Os brinquedos passam a ter o papel de companheiros das crianças. É hora de dar aos pequenos algo que estimule a memória, o raciocínio, a criatividade e a coordenação motora.

Prefira: bonecos, carrinhos, objetos para o faz de conta, como fantasias; livros para pintar, lápis de cor, giz de cera, tintas, massinha, bolas, quebra-cabeças, blocos de montar.

Continua após a publicidade

De 5 a 7 anos

Nessa faixa etária, os pequenos estão mais atentos e gostam de brincar com outras pessoas. Eles já se interessam por eletrônicos.

Prefira: jogos de tabuleiro, fantoches, livros com textos curtos, blocos com letras (para estimular a alfabetização), quebra-cabeças, tintas, lápis de cor. Videogame também pode, mas com horário e conteúdo controlados, combinado?

De 7 a 10 anos

É hora de desafios. As crianças já têm capacidade para jogos que exijam raciocínio e estratégia. Aposte também em brinquedos que ajudem a gastar energia e a movimentar o corpo. Incentive a garotada a brincar fora de casa, em parques ou no clube.

Prefira: jogos de tabuleiro, bicicleta, skate, patins, kits de profissões, pipa, jogos científicos.

De 10 a 12 anos

Nessa fase, eletrônicos dominam a atenção dos pequenos. Cabe aos adultos incentivá-los a também explorar atividades ao ar livre e a praticar esportes. Ensiná-los a tocar um instrumento musical é uma ótima ideia.

Prefira: objetos de construção (tipo blocos de montar avançados), videogame, kit de mágica, skate, bolas, patins, violão, guitarra.

Os preferidos da garotada

Confira a análise que o psicólogo infantil Rafael Alvarenga fez, a nosso pedido, de alguns dos brinquedos mais vendidos, de acordo com o ranking das lojas RiHappy de janeiro e fevereiro de 2015:

* Preços pesquisados em abril/2015

Continua após a publicidade

Publicidade