Conheça o hospital que deixa os pets visitarem seus donos

Com 1 hora de visita semanal, os pacientes melhoram sinais vitais e sintomas de depressão

Alguns pacientes do Hospital Juravinski, no Canadá, têm recebido um conforto bem caseiro. Desde setembro de 2015, a instituição aceita que pacientes em estado grave recebam a visita de seus pets. Os médicos do hospital acreditam que esse contato seja capaz de melhorar os sinais vitais dos pacientes, os sintomas de depressão, o sentimento de isolamento e até mesmo a comunicação com a equipe médica. As visitas são feitas semanalmente com a ajuda de voluntários e os bichinhos passam por uma limpeza específica para que possam ficar cerca de 1 hora com seus donos – e somente eles, sem contato com outros pacientes.

Reprodução Reprodução

Reprodução (/)

 
A instituição é a primeira do país a adotar o Programa Paws for Healing – Patas para Cura, em tradução livre –, criado por Donna Jenkins. “O animalzinho vem com um amor incondicional. Não importa se você perdeu cabelo ou se está com tubos pelo corpo, ele vai te amar independente do o que aconteça”, explica Jenkins. A inspiração veio do sobrinho da canadense, Zachary Noble, que recebeu visitas de seu cachorro quando estava extremamente doente por conta de um câncer. Segundo a tia, a chegada do companheiro de patas tinha um efeito positivo notório em Zachary, que acreditou que esse contato poderia ajudar outras pessoas. “Quando ele percebeu que não sobreviveria, me fez prometer que eu começaria a organização”.