Como deixar a casa à prova de acidentes domésticos

Com pequenas mudanças, você pode deixar a sua casa menos perigosa para o seu filho. Bastam algumas adaptações e muita atenção

Enxoval, berço, uma boa babá eletrônica e cantoneiras de silicone. Mais do que acessórios para a chegada do bebê, a segurança da casa vira tema de conversas e mais conversas entre os pais. Afinal, é melhor tirar o móvel da sala? E quando o pequeno começar a andar?

Muitas dúvidas podem surgir na hora de preparar a casa para a chegada do primeiro filho, mas a melhor opção é apostar no bom senso para tornar o ambiente seguro para o bebê se desenvolver, com menor risco de sofrer acidentes graves.

Ainda que pareça óbvio ter de se preocupar com a segurança da criança a partir do momento em que ela sai da maternidade, o Brasil não tem uma cultura efetiva de prevenção de acidentes, segundo Alessandra Françoia, coordenadora da ONG Criança Segura. Para ela, é preciso deixar o preconceito de lado e investir em políticas de prevenção. “Por aqui, muitos ainda encaram como paranoia, mas é fundamental inserir as práticas de segurança na rotina da família e dos cuidadores da criança”, diz ela.

Quarto, sala e cozinha

Dentro de casa, os maiores perigos estão na cozinha (com a exposição à fumaça e ao fogo, riscos de queimadura, ingestão de produtos tóxicos e ferimentos com objetos cortantes) e no quarto, onde ocorrem sufocamentos com artigos deixados na cama, asfixia e aspiração de objetos pequenos.

Banheiro e quintal também entram na lista dos ambientes potencialmente perigosos, com risco de afogamento e de ingestão de produtos de limpeza. Colocar telas nas janelas da sala, cozinha, quarto e, principalmente, na varanda é medida essencial para uma casa com crianças.

Evite deixar estantes e outros móveis próximos às janelas para que o pequeno não escale e corra o risco de cair. Ainda que toda casa ofereça algum tipo de perigo, os pais não devem privar a criança de circular, cair, se levantar e aprender. Manter a vigilância é fundamental, assim como tornar o ambiente o mais seguro possível para os momentos de distração.

Quedas

Dentro de casa costumam acontecer de escadas, da cama dos pais, do trocador e do andador. Nunca deixe o bebê dormindo sozinho em camas convencionais e sempre mantenha uma das mãos no bebê enquanto estiver trocando as fraldas.

Coloque portões nas escadas e evite o uso do andador: ele é responsável por grande parte dos acidentes com bebês entre 5 e 15 meses. Procure comprar tapetes emborrachados ou pedaços de espuma para proteger a criança de eventuais quedas.

Estrangulamento

Retire cortinas com corda da sala e dos quartos. Procure evitar também brinquedos com cordas e tiras com mais de 15 centímetros.

Afogamentos

Crianças com menos de 1 ano podem se afogar em até 2 centímetros de profundidade de água. Por isso, escoe e seque bem a banheira e o chuveiro após o uso e sempre tampe o vaso sanitário. Não deixe baldes espalhados pela casa e, se tiver piscina, nunca permita que o pequeno saia sem supervisão.

Queimaduras

Verifique sempre a temperatura do banho antes de colocar a criança na água e nunca deixe o prato com comida quente próximo a ela na hora das refeições.

A cozinha é um ambiente proibido para os pequenos, principalmente quando há alimentos no fogão. Deixe as panelas com os cabos virados para dentro e compre travas e protetores para o fogão.

Até 2 anos, o maior risco de queimaduras é por escaldamento, quando a criança derruba líquidos quentes nela mesma. Aposente as toalhas de mesa e use jogos americanos. Assim, as crianças não têm como puxar o tecido.

Intoxicação

Medicamentos de qualquer tipo devem ficar fora do alcance das crianças, no alto de um armário ou trancados nele. Os produtos de limpeza também devem ser mantidos longe.

Invista em travas para os armários ou improvise uma fita para evitar que os pequenos abram e peguem os frascos e as embalagens. Retire as plantas do chão e jogue fora ou doe as venenosas.

Sufocamento e asfixia

Retire todos os objetos do berço na hora de dormir, inclusive o travesseiro. Cubra a criança somente até a altura do peito, deixando os braços para fora. Prenda lençol e cobertas embaixo do colchão, que deve ficar rente ao berço, com até dois dedos de espaço entre um e outro, sem embalagem plástica.

Outros perigos

  • Sempre faça a manutenção dos brinquedos de casa e separe-os de acordo com a faixa etária. Objetos pontudos e pesados, inofensivos para os mais velhos, podem machucar seriamente um bebê.
  • Colete botões e outros objetos pequenos do chão para que a criança não os engula. A dica é sempre observar se caberiam em um tubo de filme fotográfico, que tem aproximadamente 3 centímetros, o tamanho da garganta de uma criança, Ele pode ajudar na hora de distinguir se os objetos são perigosos ou não.
  • Mantenha as unhas dos animais domésticos curtas e nunca deixe a criança perto da ração. Além de ela poder se engasgar com o alimento, o animal pode se tornar agressivo.

Em caso de emergência

Acidentes podem ser prevenidos, mas não inevitáveis. Os pais precisam estar preparados para eventuais emergências. Ter uma farmacinha equipada em um local de fácil acesso pode ajudar, e muito, na correria para ajudar uma criança que se machucou. Procure se acalmar e tranquilizar a criança, já que ela estará mais assustada que você. Deixe os telefones do pediatra, Corpo de Bombeiros, do hospital mais próximo, do centro toxicológico e do resgate em um local de fácil acesso que você se lembre de ver nessa hora. Peça também ao pediatra uma lista com alguns remédios, como antitérmicos e antialérgicos, e as doses indicadas para a criança.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s