Bom pra cachorro: blocos pets invadem o carnaval de rua

Com forte engajamento dos organizadores, os eventos ajudam a arrecadar doações para animais resgatados

Se você pensa que bloco de carnaval não é coisa para cachorro, está na hora de rever seus conceitos. Com alguns latidos e várias fantasias, os donos de pet criaram um jeito perfeito para aproveitar a folia com seus melhores amigos e ainda ajudar outros animais. A ideia do blocão – que ganha diferentes nomes – é muito parecida com a de um parcão (gramados ou espaços fechados onde os cachorros podem brincar soltos), apenas um pouco mais incrementada. Acrescente música (com o volume controlado), fantasias, doações e pronto, sua matilha está pronta para o carnaval.

Desde que a bulldog inglês Pandora era filhote, Rômulo Menezes, seu tutor, frequenta encontros pets. Em 2017, em um dos diversos grupos de animais domésticos na internet, o farmacêutico viu o anúncio de um bloquinho especial para os bichos e decidiu levar sua cachorrinha. “Depois que levei uma vez, não parei mais. A Pandora fica eufórica. Corre, quer brincar no meio dos cachorros”, conta Rômulo. Experiente, ele prepara uma mochila para aproveitar o evento. “Eu sempre levo saquinho para higiene, água e frutas geladas. Cada pet é único e a pessoa precisa conhecer o seu bichinho para saber se ele está gostanto”, explica.

Pandora em um bloco de carnaval

Pandora em um bloco de carnaval (Arquivo Pessoal/Reprodução)

Organizadora do bloco Cãobada, que arrecada doações para a ONG Animais Sem Teto, em Curitiba, a empresária Thaísa Salles garante que os eventos têm ganhado força por criarem um espaço de interação para os animais e também para os humanos. “O intuito é principalmente confraternizar. Percebi que quem tem cachorro conversa. O cão é um elo de amizade para as pessoas. Em 2017, o evento começou pequeno, eram 30 pessoas e cerca de 12 cachorrinhos. Agora, no evento do último domingo (09), foram 170 pessoas e mais de 70 cães”, conta Salles.

Além do tamanho, os blocos ganharam diversas atrações. O concurso de fantasias é um clássico, mas alguns desses eventos também contam com petiscos à vontade, profissionais de comportamento animal – para passar dicas aos tutores – e até massagem pet. A empresária explica que tudo é pensado para o bem-estar dos bichos. “A música precisa ficar em uma altura agradável, sem rojões e outros barulhos agressivos para não assustar os animais. Disponibilizamos também saquinhos de higiene e água à vontade”, completa.

 (Paola Scalise/Reprodução)

Apesar de durar poucas horas, a preparação para os blocos começa bem antes. Engajados, alguns tutores planejam com antecedência as fantasias e, para isso, contam com a ajuda de estilistas que são especializados em roupas para animais domésticos. Depois de 4 anos desempregada, Solange Silva Melo começou a fazer roupas pets para doação em um projeto de resgate de animais no qual era voluntária. Foi aí que enxergou uma oportunidade de empreender. Passou a produzir mais peças e a vendê-las por encomenda. “Tiro todas as medidas necessárias: pescoço, circunferência da barriga, altura. Aí seleciono o tecido que é mais confortável para o animal e produzo”, disse Solange.  Com peças a partir de R$ 80,00, a estilista confecciona fantasias, ternos, vestidos de noiva, pijamas, bandanas e até jardineiras.

Ao lado de sua dona, Sansão foi jurado de um concurso de fantasias de carnaval pet

Ao lado de sua dona, Sansão foi jurado de um concurso de fantasias de carnaval pet (Arquivo Pessoal/Reprodução)

Mas a veterinária Mariana Piva, que foi convidada para ser jurada de um concurso de fantasias ao lado do seu cachorro Sansão, alerta para alguns cuidados importantes: “É essencial pensar em passar protetor solar no fucinho, local com pouco pelo. Também não dá para esquecer de levar água e algo para o pet comer, como um petisco. Vale também testar o calor do asfalto com o dorso da mão para garantir que eles suportem a temperatura”.

Para a especialista, a orientação mais importante é respeitar a individualidade e os limites de cada cão. “Se ele estiver demonstrando medo, com o rabo entre as pernas e orelha baixa, ele está se sentindo desconfortável e você deve sair do bloquinho”, explica Piva. Agora se o pet estiver bem, vista uma roupa confortável e caia na folia com seu melhor amigo.

Confira a agenda de alguns bloquinhos de carnaval para pets pelo Brasil:

Brasília

15/02/2020 – Sábado

Bloco Pet Folia

Das 10h às 18h. Terraço Shopping

24/02/2020 – Segunda-feira

Border Folia

A partir das 16h. 405 norte

Campina Grande

16/02/2020 – Domingo

Bloco Campina é o Bicho

A partir das 9h. Concentração às margens do Açude Velho.

Recife

15/02/2020 – Sábado

Bloco Pets na Folia 2020

Das 14h às 19h. Concentração na rua Setúbal, 482 – Boa Viagem

Rio de Janeiro

15/02/2020 – Sábado

Blocão da Tijuca

A partir das 9h. Concentração na Praça Saens Peña.

16/02/2020 – Domingo

Blocão de Copacabana

A partir das 9h. Concentração no Posto 6.

São Paulo

23/02/2020 – Domingo

Bloco Amigos Pet

Das 10h às 15h. Concentração na Rua Major Sertório – Centro Histórico de São Paulo.

De 21/02/2020 a 24/02/2020 – Sexta a segunda

Pet Day

Vários horários – Shopping Pátio Higienópolis

São Sebastião (SP)

25/02/2020 – Terça-feira

CarnaPet

A partir das 15h. Concentração na Praça do Coreto.

 

Ficou com vontade de curtir o carnaval com o seu cão? Então, olha só essa seleção incrível de fantasias para pets:

 (CLAUDIA/Reprodução)

1 – Bandana Pet Tradicional Sushi, R$ 22,90*. Compre aqui.

2 – Camiseta para Cachorro com estampa do Mickey, na cor Cinza, R$ 34,90*. Compre aqui.

3 – Fantasia Hot Dog Bichinho Chic, R$ 71,90*. Compre aqui.

4 – Colete Patrulha Canina, R$ 55*. Compre aqui.

5 – Camiseta para pet Cão Aranha da Nitsa Milla, R$ 34,12*. Compre aqui.

 

*Esta matéria pode gerar um tipo de comissão pelos links comerciais divulgados. Os valores informados e o estoque disponível referem-se ao momento da publicação deste post. CLAUDIA não se responsabiliza pela mudança de preços.

 

Como se livrar das dívidas e multiplicar seu dinheiro