Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Bom pra cachorro: blocos pets invadem o carnaval de rua

Com forte engajamento dos organizadores, os eventos ajudam a arrecadar doações para animais resgatados

Por Camilla Venosa - Atualizado em 18 fev 2020, 18h45 - Publicado em 12 fev 2020, 13h14

Se você pensa que bloco de carnaval não é coisa para cachorro, está na hora de rever seus conceitos. Com alguns latidos e várias fantasias, os donos de pet criaram um jeito perfeito para aproveitar a folia com seus melhores amigos e ainda ajudar outros animais. A ideia do blocão – que ganha diferentes nomes – é muito parecida com a de um parcão (gramados ou espaços fechados onde os cachorros podem brincar soltos), apenas um pouco mais incrementada. Acrescente música (com o volume controlado), fantasias, doações e pronto, sua matilha está pronta para o carnaval.

Desde que a bulldog inglês Pandora era filhote, Rômulo Menezes, seu tutor, frequenta encontros pets. Em 2017, em um dos diversos grupos de animais domésticos na internet, o farmacêutico viu o anúncio de um bloquinho especial para os bichos e decidiu levar sua cachorrinha. “Depois que levei uma vez, não parei mais. A Pandora fica eufórica. Corre, quer brincar no meio dos cachorros”, conta Rômulo. Experiente, ele prepara uma mochila para aproveitar o evento. “Eu sempre levo saquinho para higiene, água e frutas geladas. Cada pet é único e a pessoa precisa conhecer o seu bichinho para saber se ele está gostanto”, explica.

Pandora em um bloco de carnaval Arquivo Pessoal/Reprodução

Organizadora do bloco Cãobada, que arrecada doações para a ONG Animais Sem Teto, em Curitiba, a empresária Thaísa Salles garante que os eventos têm ganhado força por criarem um espaço de interação para os animais e também para os humanos. “O intuito é principalmente confraternizar. Percebi que quem tem cachorro conversa. O cão é um elo de amizade para as pessoas. Em 2017, o evento começou pequeno, eram 30 pessoas e cerca de 12 cachorrinhos. Agora, no evento do último domingo (09), foram 170 pessoas e mais de 70 cães”, conta Salles.

Além do tamanho, os blocos ganharam diversas atrações. O concurso de fantasias é um clássico, mas alguns desses eventos também contam com petiscos à vontade, profissionais de comportamento animal – para passar dicas aos tutores – e até massagem pet. A empresária explica que tudo é pensado para o bem-estar dos bichos. “A música precisa ficar em uma altura agradável, sem rojões e outros barulhos agressivos para não assustar os animais. Disponibilizamos também saquinhos de higiene e água à vontade”, completa.

Paola Scalise/Reprodução

Apesar de durar poucas horas, a preparação para os blocos começa bem antes. Engajados, alguns tutores planejam com antecedência as fantasias e, para isso, contam com a ajuda de estilistas que são especializados em roupas para animais domésticos. Depois de 4 anos desempregada, Solange Silva Melo começou a fazer roupas pets para doação em um projeto de resgate de animais no qual era voluntária. Foi aí que enxergou uma oportunidade de empreender. Passou a produzir mais peças e a vendê-las por encomenda. “Tiro todas as medidas necessárias: pescoço, circunferência da barriga, altura. Aí seleciono o tecido que é mais confortável para o animal e produzo”, disse Solange.  Com peças a partir de R$ 80,00, a estilista confecciona fantasias, ternos, vestidos de noiva, pijamas, bandanas e até jardineiras.

Ao lado de sua dona, Sansão foi jurado de um concurso de fantasias de carnaval pet Arquivo Pessoal/Reprodução

Mas a veterinária Mariana Piva, que foi convidada para ser jurada de um concurso de fantasias ao lado do seu cachorro Sansão, alerta para alguns cuidados importantes: “É essencial pensar em passar protetor solar no fucinho, local com pouco pelo. Também não dá para esquecer de levar água e algo para o pet comer, como um petisco. Vale também testar o calor do asfalto com o dorso da mão para garantir que eles suportem a temperatura”.

Para a especialista, a orientação mais importante é respeitar a individualidade e os limites de cada cão. “Se ele estiver demonstrando medo, com o rabo entre as pernas e orelha baixa, ele está se sentindo desconfortável e você deve sair do bloquinho”, explica Piva. Agora se o pet estiver bem, vista uma roupa confortável e caia na folia com seu melhor amigo.

Confira a agenda de alguns bloquinhos de carnaval para pets pelo Brasil:

Brasília

15/02/2020 – Sábado

Bloco Pet Folia

Das 10h às 18h. Terraço Shopping

24/02/2020 – Segunda-feira

Border Folia

A partir das 16h. 405 norte

Campina Grande

16/02/2020 – Domingo

Bloco Campina é o Bicho

A partir das 9h. Concentração às margens do Açude Velho.

Recife

15/02/2020 – Sábado

Bloco Pets na Folia 2020

Das 14h às 19h. Concentração na rua Setúbal, 482 – Boa Viagem

Rio de Janeiro

15/02/2020 – Sábado

Blocão da Tijuca

A partir das 9h. Concentração na Praça Saens Peña.

Continua após a publicidade

16/02/2020 – Domingo

Blocão de Copacabana

A partir das 9h. Concentração no Posto 6.

São Paulo

23/02/2020 – Domingo

Bloco Amigos Pet

Das 10h às 15h. Concentração na Rua Major Sertório – Centro Histórico de São Paulo.

De 21/02/2020 a 24/02/2020 – Sexta a segunda

Pet Day

Vários horários – Shopping Pátio Higienópolis

São Sebastião (SP)

25/02/2020 – Terça-feira

CarnaPet

A partir das 15h. Concentração na Praça do Coreto.

 

Ficou com vontade de curtir o carnaval com o seu cão? Então, olha só essa seleção incrível de fantasias para pets:

CLAUDIA/Reprodução

1 – Bandana Pet Tradicional Sushi, R$ 22,90*. Compre aqui.

2 – Camiseta para Cachorro com estampa do Mickey, na cor Cinza, R$ 34,90*. Compre aqui.

3 – Fantasia Hot Dog Bichinho Chic, R$ 71,90*. Compre aqui.

4 – Colete Patrulha Canina, R$ 55*. Compre aqui.

5 – Camiseta para pet Cão Aranha da Nitsa Milla, R$ 34,12*. Compre aqui.

 

*Esta matéria pode gerar um tipo de comissão pelos links comerciais divulgados. Os valores informados e o estoque disponível referem-se ao momento da publicação deste post. CLAUDIA não se responsabiliza pela mudança de preços.

 

Como se livrar das dívidas e multiplicar seu dinheiro

Continua após a publicidade
Publicidade