Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Afaste seu filho das crises no casamento

Veja como evitar que as crianças e adolescentes se envolvam no ciúme, desgaste e separação dos pais

Por Redação M de Mulher Atualizado em 20 jan 2020, 20h28 - Publicado em 1 ago 2010, 21h00

Cláudia se separou de Edson mas 
garante que os filhos os ligarão para 
sempre através de um amor profundo
Foto: João Miguel Júnior / Divulgação 
Rede Globo

A notícia pegou a todos de surpresa: depois de 17 anos juntos, os atores Cláudia Raia e Edson Celulari anunciaram o fim do casamento. “Foram quase duas décadas de uma união feliz, com os altos e baixos de qualquer relação entre marido e mulher, que termina agora deixando como fruto a amizade, o respeito e a admiração mútua, além de um casal de filhos lindos e amorosos que nos ligará para sempre através de um amor profundo”, anunciou o casal, em nota divulgada aos jornalistas no dia 26 de julho.

Enquanto correm especulações sobre o que teria motivado o fim da relação, quem é mãe se pergunta: como ficarão Enzo e Sofia? Os filhos de Cláudia e Edson precisarão de muito carinho e paciência para lidar com essa situação.

De acordo com a psicóloga Maria Tereza Maldonado, a separação não precisa ser traumática. “O casal precisa deixar claro que está se separando como marido e mulher e não como pai e mãe”, explica ela. Saiba como criar filhos felizes e saudáveis mesmo que seu casamento passe por uma crise ou acabe.

Como evitar que seus filhos sofram quando….

– Pai e mãe pensam de forma diferente
Como cada um foi criado de um jeito, diferenças são normais, mas não podem virar aquele jogo de empurra, em que um diz sim e o outro, não.

Como resolver:
“O pai tem uma maneira de ver o mundo e a mãe, outra. Os dois precisam conversar e ceder um pouquinho de cada lado, até chegar a um acordo”, sugere a psicóloga Maria Tereza Maldonado.

– Um dos dois é ausente
Com a vida corrida, alguns pais só conseguem ver os filhos minutos antes de a molecada ir pra cama. Há também quem esteja em casa, mas inacessível.

Como resolver:
Estar presente “ao vivo” não é a única forma de participar da vida de seus filhos. Tem e-mail, webcam, telefone… Experimente novas formas de se fazer presente.

– Alguém ficou desempregado
Quando a mãe ou o pai perde o emprego, a família toda sente o clima pesado. Os problemas costumam surgir com a pressão das contas e a tristeza de se achar inútil.

Como resolver:
Peça a ajuda de todos: “Papai foi demitido e precisa da nossa força. O que podemos cortar?”. Isso estreita as relações e faz os jovens se sentirem parte da solução.

Continua após a publicidade

– Houve uma traição
Há dois erros comuns nesse caso: tentar esconder dos filhos ou transformá-los em confidentes. Nenhuma das duas saídas funciona e, pior, ainda trazem dor e revolta.

Como resolver:
Uma traição pode ser o ponto de partida para reconstruir seu casamento. Reconheça a crise junto a seus filhos, mas não despeje neles sua raiva nem desejo de vingança.

A mamãe e o papai vão se separar

Afaste seu filho das crises no casamento

Cláudia e Edson continuam sendo pais de Sofia e Enzo
Foto: Philippe Lima / AGNEWS

Veja como é possível proteger seus filhos depois que o casamento acaba, falando a verdade

– Antes
Não tente esconder a separação

Crianças podem até não entender as brigas dos adultos, mas são as primeiras a notar quando algo não vai bem com os pais.

Chegue a um acordo com o ex
Assim que tomaram a decisão, vocês deixaram de ser marido e mulher, mas continuam sendo pai e mãe. Tentem se entender sobre como cuidarão das crianças.

– Durante
Estejam juntos ao comunicar a decisão
Reúnam os filhos e expliquem seus motivos com clareza. Tenham calma e evitem julgamentos, para que a conversa não vire uma lavação de roupa suja.

Demonstrem o amor por seus filhos
Reforcem que eles jamais deixarão de ser amados e cuidados pelos pais. Falem carinhosamente, não importa como reajam à notícia. Procurem transmitir segurança e amor.

– Depois
Acolha as emoções deles
É provável que seus filhos tenham dúvidas, fiquem agressivos ou se sintam desamparados depois de receberem a notícia. Ouça e estimule a molecada a falar sobre seus sentimentos.

Poupem as crianças de julgamentos
Nada que seu ex tenha feito justifica que seus filhos ouçam frases do tipo “Seu pai não presta!”. Não despeje sua mágoa neles. Crianças e adolescentes têm o direito de conviver com os dois pais – e a lei garante isso. 

 

Continua após a publicidade
Publicidade