Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

A cruel realidade por trás do vídeo do rato tomando banho

Especialistas explicam o que de fato está acontecendo no vídeo que virazilou nas redes sociais.

Por Júlia Warken - Atualizado em 17 jan 2020, 09h40 - Publicado em 30 jan 2018, 12h49

Nos últimos dias, a nova sensação da internet é o vídeo de um rato tomando banho igual aos humanos. De tão replicado, não dá nem para saber qual é a fonte original das imagens, mas muita gente está achando a cena engraçadíssima – especialmente por remeter ao icônico ratinho do “Castelo Rá-Tim-Bum”.

Acontece que, como em qualquer situação em que animais são mostrados fazendo coisas ~mirabolantes~, a gente deveria questionar algo muito básico: será que esse bicho não está sofrendo? No caso do tal rato, é bem provável que sim.

https://www.youtube.com/watch?v=1ixpOFL_2BQ

Em entrevista ao GizmodoTuomas Aivelo, que é pesquisador da biologia do rato urbano na Universidade de Helsinque, na Finlândia, diz que provavelmente o animal do vídeo está muito angustiado com o sabão. “Um rato não se comportaria assim, a não ser que ele quisesse muito se livrar de algo. Isso é provavelmente um problema para o rato. Ele quer se livrar do sabão.”

Continua após a publicidade

Frente à repercussão do vídeo, também surgiu a hipótese de que o bicho em questão não é um rato comum e sim um tenrec (Tenrecidae). Isso porque essa espécie é conhecida por se esfregar de maneira similar a um humano tomando banho. Só que o bichinho não usa água para fazer isso, ele utiliza areia. Sendo assim, o contato com água e sabão seria muito incômodo para ele.

Já a bióloga Dallas Krentzel, pesquisadora da diversidade de roedores na Universidade de Chicago, acredita que o animal das imagens seja uma pacarana – roedor comum em algumas regiões da América do Sul. Em entrevista ao Newsweek, ela disse que o bicho do vídeo tem todas as características da pacarana – seja pela pelagem, orelhas e pela facilidade em ficar de pé. A bióloga classifica como desumano o ato de ensaboar esse tipo de animal e garante que ele está sentindo muito desconforto, por isso tenta se livrar do sabão. 

Ou seja, independentemente de ser um rato, um tenrec ou uma pacarana, o animal está sofrendo. Assim como tantos outros cujos vídeos viralizam na internet. Um exemplo muito conhecido é o dos lóris, que já viraram até meme.

Fofinhos e com os olhos arregalados, eles parecem ficar relaxados enquanto são afagados por humanos. Mas especialistas que lutam pela preservação e pelo bem-estar da espécie são categóricos em dizer que isso é um equívoco. Na verdade, erguer os braços desse jeito é um sinal de que o bicho está apavorado com a situação.

Continua após a publicidade

Publicidade