5 dicas para não deixar a rotina esfriar o sexo

Psicóloga belga ensina como driblar a lista dos vilões da vida sexual

Confira nossas dicas:

1. Dedique-se a criar um espaço erótico
A ideia de que o sexo deve ser espontâneo acaba com a iniciativa de alguns casais. Mas Esther diz que não é nada disso: ele deve ser intencional, e homem e mulher precisam se esforçar para que aconteça. “A sexualidade deve ter significado e ser consciente. O esforço significa que você está pensando naquilo”, observa. Não quer dizer que se deva marcar dia e hora na agenda para transar. “A criação de um espaço erótico não ocorre instantaneamente, 20 minutos depois de ver o jornal na TV” Para o sexo ser quente, é preciso desejar e seduzir o tempo todo, no dia a dia.

2. Descubra tudo o que a excita
“Um erro comum é pensar que desejo sexual vem de fora”, alerta a expert. Uma boa vida sexual, pelo contrário, depende de descobertas internas. É preciso saber “como eu me excito”, não “como você me excita” ou “o que me excita”. E é essencial sondar o outro lado da moeda: “Como eu desanimo”. Se ler e-mails equivale a um banho de água fria na sua libido, fuja disso antes de ir para a cama. E sonde os gatilhos que “ligam” seu parceiro, pois, se ele não estiver a fim, nada feito.

3. Não aceite nivelar por baixo
O mais comum em casais estáveis é haver certa desigualdade entre os níveis de desejo sexual das duas partes envolvidas – e a média de relações sexuais costuma ser estabelecida pelo ritmo de quem tem menos vontade, o que pode gerar frustração no outro. “É normal que aquele que sempre inicia o sexo pare de tentar depois de recusas. Ninguém gosta de se sentir rejeitado”, explica a psicóloga americana. Se suas investidas na cama não têm surtido efeito, em vez de desanimar, mude de tática. Seja proativa e investigue com o parceiro por que as coisas não andam lá muito animadas.

4. Exercite sua individualidade e autoconfiança
O excesso de proximidade pode ser o maior destruidor do desejo sexual. Por isso, a mulher e o homem envolvidos em uma relação estável devem dar espaço para os interesses de cada um. Não é porque você se casou que vai parar de encontrar amigos, ter hobbies, escutar suas músicas (mesmo que o parceiro não goste!). Se o casal só faz o que os dois querem, a especificidade de cada pessoa – inclusive os traços que levaram o outro a se apaixonar – pode se perder.

5. Seja uma caixinha de surpresas
A expectativa e a torcida para que algo aconteça são ingredientes fundamentais do desejo, e eles podem ser estimulados intencionalmente. Marcar um encontro em um lugar inédito, por exemplo, trará excitação suficiente para sacudir a rotina. “Mesmo em uma conversa casual, se você fala algo inesperado, o interesse e a curiosidade do parceiro por você aumentam”, diz Esther. Então, investir em brincadeiras areja a relação e traz benefícios para a libido de ambos.