Seus hábitos intestinais estão desregulados? Pode ser Síndrome do Intestino Irritável

O intestino fica preso e depois solta sem explicação? Atenção: você pode estar com a Síndrome do Intestino Irritável, doença que atinge um quarto da população. Veja como se cuidar.

A Síndrome do Intestino Irritável também provoca dor.
Foto: Getty Images

É comum nós mulheres reclamarmos de intestino preso. O que pouca gente sabe é que esse pode ser o sintoma de um problema sério conhecido como Síndrome do Intestino Irritável. Ele é mais comum do que se imagina: chega a afetar cerca de 25% da população, principalmente mulheres. “Ainda não se sabe ao certo o motivo, mas uma hipótese é de que os hormônios femininos, como o estrogênio, por exemplo, têm grande influência na doença, e que a mulher tem mais sensibilidade intestinal”, avalia o gastroenterologista Decio Chinzon, do Lavoisier Medicina Diagnóstica. Entenda melhor esse mal e veja como se cuidar.
 

O que é?

É uma desordem que muda o hábito intestinal, ou seja, o intestino passa a funcionar de forma confusa, sem regularidade, o que provoca dores abdominais. “A doença abala muito a qualidade de vida, por isso é de extrema importância procurar um médico e iniciar o tratamento”, diz Chinzon.
 

Tem como prevenir?

Como não se sabe ao certo o que provoca o problema, é complicado falar em prevenção. “O que sempre indicamos é uma alimentação equilibrada e o controle do estresse”, orienta o médico.
 

Como funciona o tratamento?

O desconhecimento da causa da doença prejudica o tratamento, que foca nos sintomas. “Trabalhamos para melhorar o quadro de dor abdominal e regular o hábito intestinal, ou seja, parar com as diarreias ou com a constipação”, explica Chinzon. Geralmente inclui medicamentos, orientação nutricional e ajuda psicológica, se for o caso, já que o estresse costuma piorar o quadro.
 

Qual é a causa?

As causas ainda são um mistério. “Vários fatores estão envolvidos. A alimentação e o estado emocional do paciente têm grande influência”, afirma o gastroenterologista. Existem casos em que a pessoa adquire a doença após um episódio de infecção intestinal, por exemplo.
 

Quais são os sintomas?

O funcionamento do intestino de quem sofre da síndrome é bastante irregular. É marcado por diarreia ou prisão de ventre constante, ou até mesmo os dois intercalados. O importante é notar a falta de regularidade em ir ao banheiro e também uma mudança nas características das fezes, que adquirem consistência diferente. Outro sinal que está sempre presente é a dor abdominal, que se assemelha à cólica menstrual. Pode ainda haver estufamento da barriga. Olho vivo!
 

Tem cura?

Os médicos não falam em cura, apenas em tratamento, já que a síndrome é uma doença que costuma acompanhar o paciente por toda a vida. “Entretanto, existem pessoas que têm os sintomas por um período, e depois eles somem. Cada caso é um caso quando o assunto é Síndrome do Intestino Irritável”, avisa o gastroenterologista.
 

Evite o estresse a todo custo

Episódios, tanto isolados quanto recorrentes, de grande estresse podem ser um dos gatilhos da Síndrome do Intestino Irritável. Para exemplificar a relação de um forte estresse ou trauma com o problema, Chinzon afirma até que é recorrente mulheres que sofreram abuso sexual desenvolverem a doença. Evite se estressar!