Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Saiba como se prevenir contra as altas taxas de colesterol ruim

O LDL abre portas para problemas como derrame, infarto e até Alzheimer. Conheça as atitudes para se proteger contra essa ameaça.

Por Redação M de Mulher - Atualizado em 15 jan 2020, 01h38 - Publicado em 15 set 2014, 21h00

O chocolate amargo está entre os alimentos que ajudam a reduzir as taxas de colesterol total.
Foto: librakv/Thinkstock/Getty Images

 

O que é colesterol

O corpo precisa
A maioria das pessoas associa colesterol a algo ruim, mas a história não é bem essa. Ele é imprescindível para o corpo, pois atua como uma reserva de energia. Além disso, está presente nas membranas de todas as células, no tecido do cérebro e nos hormônios esteroides, responsáveis pelas características sexuais. Cerca de 30% do colesterol do corpo vem da alimentação, os outros 70% são fabricados pelo próprio corpo.

LDL: o colesterol do mal
O LDL precisa ser combatido a todo custo. É que ele se deposita nas paredes dos vasos sanguíneos até formar uma placa de gordura e chega a interromper o fluxo de sangue. Isso aumenta as chances de infarto, AVC e mal de Alzheimer. Pesquisas recentes também mostraram que ele mina a fertilidade feminina. O recomendado é que se mantenha abaixo de 160 mg/dl.

HDL: o colesterol do bem
HDL significa lipoproteína de alta densidade. Traduzindo: é uma proteína que circula pelos vasos sanguíneos buscando e limpando os rastros do LDL. Com a faxina, o colesterol do mal volta para o fígado e é destruído. Por isso, o HDL precisa estar sempre alto. As taxas normais, que você verifica a partir de um exame de sangue, devem ficar acima de 40 mg/dl, mas o ideal é que ultrapassem 60 mg/dl.


Prevenção e tratamento

Dieta para reduzir o colesterol
Alguns alimentos conseguem baixar em até 13% os níveis de colesterol total. Que tal incorporá-los ao cardápio?

· Suco de hortelã
· Chocolate amargo
· Soja, feijão, grão-de-bico
· Maçã, laranja, goiaba
· Aveia, amaranto
· Nozes, castanhas

Faça exercícios
A prática de atividade física é fundamental na luta contra o colesterol. É que o exercício reduz o LDL e aumenta o HDL. Para conseguir esse resultado animador, porém, você tem que malhar pelo menos 40 minutos por dia. Natação, caminhada e corrida estão entre as atividades mais recomendadas. Aliados a uma dieta balanceada, são os primeiros cuidados indicados para combater a alta no colesterol.


Ainda na infância

As taxas de colesterol vêm crescendo entre as crianças. Os hábitos alimentares e a falta de exercícios físicos são os maiores vilões. Esses fatores levam à obesidade e, quanto maior o peso, mais chances de ter o LDL elevado. Os médicos recomendam que, a partir dos 10 anos de idade, as crianças já façam exames para medir os níveis de colesterol.

Continua após a publicidade
Publicidade