Saiba como evitar crises alérgicas

Muito comuns durante a primavera, as crises são resultado da combinação pólen, ar seco e poluição.

Tosse, espirros, chiado no peito, falta de ar e coceira no nariz. Além do surgimento das flores, a chegada da primavera marca, para muita gente, o surgimento das crises alérgicas.

O excesso de pólen no ar combinado com a poluição e o tempo seco costumam desencadear uma série de doenças respiratórias na população. As crianças e os idosos são os mais vulneráveis.

Manter o corpo hidratado é uma forma simples de prevenir, ou, pelo menos, reduzir  os sintomas. Manter o ambiente bem arejado e limpo também ajuda.

Veja outras dicas úteis que a  pediatra Thalita Feitosa deu à Folha de São Paulo:

  • Mantenha as narinas sempre hidratadas com soro fisiológico;
  • Utilize aparelhos umidificadores ou vaporizadores de ambiente podem ser substituídos por bacias com água ou toalhas molhadas nos cômodos;
  • Em pisos lisos, utilize pano úmido para limpeza;
  • Evite plantas, animais, tapetes, cortinas e bichos de pelúcia no quarto;
  • Cobertores podem ser substituídos por edredons (que devem ser lavados quinzenalmente);
  • Evite cheiros fortes dentro de casa, como tintas, inseticidas e produtos de limpeza.