Mais energia já: dicas de alimentação e plano de corrida para elevar o ânimo

Parece que o pique está chegando ao fim junto com o ano? A rotina acelerada, o sedentarismo e a falta de atenção ao que come podem estar roubando seu ânimo. Veja como ganhar mais disposição: 

Com a alimentação…

Se os alimentos são o combustível do corpo, existem alguns com capacidade ainda maior de turbinar o funcionamento da sua “máquina”: os carboidratos. “Eles são convertidos em glicose e fornecem energia para os músculos e o sistema nervoso”, explica a nutricionista Daniela Jobst, da clínica Nutrijobst, em São Paulo. Para começar e terminar o dia com pique, planeje desde o café da manhã. Prefira alimentos de absorção lenta e média (grãos integrais, legumes, verduras e frutas), que mantêm o metabolismo ativo por mais tempo.

Os poderosos do cardápio

Thinkstock/Arte: Bibi Rocha Thinkstock/Arte: Bibi Rocha

Thinkstock/Arte: Bibi Rocha (/)

1. Café 
É rico em cafeína e teanina, assim como o chá-verde e o guaraná naturais. Essas substâncias agem no sistema nervoso central, aumentando a concentração e a disposição. Quantidade diária: o equivalente a 4 xícaras de expresso convencionais.

2. Chocolate meio amargo
Contém feniletilamina, que estimula o cérebro a produzir endorfinas, além de cafeína e teobromina, que possuem efeito estimulante. Quantidade diária: 15 a 20 gramas por dia (metade de um tablete pequeno ou até três quadradinhos do grande).

3. Quinua 
O grão é considerado um superalimento, fonte de proteínas, fibras, vitaminas e minerais. É especialmente rico em vitaminas do complexo B, que facilitam a transformação da glicose em energia (a deficiência desse nutriente está associada a cansaço físico e mental). Quantidade diária: 2 colheres (sopa) ao dia.

4. Nozes, amêndoas, avelãs e castanhas
São ótimas fontes dos minerais magnésio e selênio. O primeiro tem papel importante em dezenas de reações químicas do organismo, inclusive na transformação do açúcar em energia. Já o segundo atua na regulação dos hormônios da tireoide, que influencia na disposição. Quantidade diária: apenas um punhado com todas elas – menos de 1/2 xícara de chá.

5. Leite 
Contém triptofano, aminoácido que é convertido em serotonina. Esta tem a função de regular o humor, a atividade motora, a disposição e o sono. Quantidade diária: Tomar 1 copo (250 mililitros) diariamente já garante seus benefícios – só evite a bebida antes de praticar exercícios físicos para não ter nenhum desconforto gástrico.

Com exercícios…

Está esperando recobrar a energia para entrar na academia? Saiba que o raciocínio deveria ser o inverso: se está precisando de pique, vá malhar. Toda atividade física conta, seja subir e descer escada, caminhar ou dançar. Mas práticas intensas, que levam o corpo à exaustão, como corrida, natação e squash, são ainda melhores para estimular a liberação de endorfina e serotonina e acelerar o metabolismo. “Quanto maior a intensidade da malhação, mais esforço o corpo precisa fazer para reparar os tecidos desgastados, ativando ainda mais o próprio funcionamento”, explica o personal trainer Renato Carvalho do Nascimento, da assessoria esportiva Run & Fun, em São Paulo. Abaixo, um treino para dar uma injeção de energia:

Thinkstock/Arte: Bibi Rocha Thinkstock/Arte: Bibi Rocha

Thinkstock/Arte: Bibi Rocha (/)

Thinkstock/Arte: Bibi Rocha Thinkstock/Arte: Bibi Rocha

Thinkstock/Arte: Bibi Rocha (/)