Clique e assine com até 75% de desconto

Inchaço, ressaca, mal-estar: como lidar com os exageros de fim de ano

Comeu muito? Bebeu além da conta? A cabeça está rodando? Calma, vamos lhe ajudar a superar esta barra!

Por Raquel Drehmer Atualizado em 16 jan 2020, 03h29 - Publicado em 22 dez 2018, 16h54

É comum perdermos a mão da comilança e da quantidade de drinks em dezembro. Tudo começa com as muitas reuniões e festas de fim de ano (do trabalho, da faculdade, do inglês, da natação, de formatura, tudo que for possível) e continua com o Natal, que já emenda com o Réveillon. Quando percebemos, o corpo está inchado, a cabeça rodopia com alguma frequência e medidas precisam ser tomadas para recuperar o bem-estar.

Conversamos com um time de especialistas e trazemos aqui dicas de ouro para você ficar melhor sem precisar fazer muito esforço.

Vamos começar pelo inchaço do corpo. Causado pela retenção de líquidos e pela ingestão exagerada de calorias em um curto espaço de tempo, o inchaço pode ser eliminado em casa e, se necessário, com a ajuda de profissionais em clínicas.

Tome chás que desincham

Você pode recorrer a chás mais diuréticos que a média e que, de quebra, auxiliam no processo digestório ao facilitar o trabalho do estômago ao intestino. Os melhores para esse fim são: erva-doce, hortelã, moringa e espinheira-santa. Este último ainda protege contra a azia e a gastrite.

Beba muita água para desinchar

A lógica é simples: quanto mais água você beber, mais precisará fazer xixi e, consequentemente, mais rapidamente eliminará os líquidos retidos e as toxinas que estão saturando seu organismo e inchando seu corpo.

Foque na alimentação para reequilibrar o organismo entre as festas

Entendemos que nem sempre existe a preocupação com os grupos alimentares no prato durante uma festa e, principalmente, ao petiscar. Por isso, o indicado é que em sua rotina fora das festas você dê atenção redobrada a isso. O prato ideal é composto por 50% de vegetais crus e cozidos, 25% de proteínas animais (como carnes e ovos) e vegetais (feijão e grão-de-bico, por exemplo) e 25% de carboidratos (em nossa cultura, o arroz é o astro desta parte, mas pode ser uma massa também).

Desinche com a drenagem linfática

Se seu caso de inchaço estiver dramático a ponto de seus tornozelos estarem doendo ou os pés não estarem entrando nos sapatos mais justinhos, não hesite e recorra a uma horinha (ou duas) de drenagem linfática. A massagem elimina o líquido retido e você já sai da clínica desinchada.

Continua após a publicidade

Outro problema dessa época é a ressaca que vem depois de uma noite em que o copo esteve sempre cheio de bebida alcoólica – ninguém está julgando, é um fato e estamos juntas, migas! Os sintomas dela são dor de cabeça, boca seca, náuseas, mal-estar e uma sensação de estar em um barco desgovernado.

Capriche na alimentação para curar a ressaca

Coloque em seu prato ou em seu copo: mel (recupera a energia do organismo, pois a frutose – seu açúcar natural – é rapidamente absorvida), banana (atua na serotonina – melhorando o humor – e, por ser fonte de potássio e de vitamina B6, dá um up no organismo) e atum (pode ser filé ou de latinha; ele tem enzimas que amenizam as dores de cabeça de forma express).

Recorra às bebidas ideais contra a ressaca

A água é sua primeira melhor amiga ao acordar de ressaca, pois reverte a boca seca e repõe os sais minerais, magnésio, potássio e cálcio perdidos na noite anterior. Quando conseguir ligar o liquidificar para fazer um suco, opte pelo suco de tomate (rico em vitaminas e potássio) ou, se for suco de qualquer outro sabor, acrescente gengibre e hortelã à receita – eles aliviam as náuseas.

Bônus: como EVITAR a ressaca

Ainda temos alguns dias de festas e reuniões pela frente, então que tal tomar algumas precauções para evitar a repetição da ressaca? Siga estes conselhos dos especialistas:

– Nunca fique de barriga vazia – Assim, o álcool dividirá o trabalho do sistema digestivo com alimentos como castanhas, nozes, frutas secas e não sobrecarregará o fígado.

– Tome uma colher de azeite de oliva cru antes de beber – Ele diminui o ritmo de absorção do álcool.

– Intercale cada drink com um copo de bebida sem álcool – Suco, água, água de coco, bebida isotônica, você escolhe. O importante é que a bebida sem álcool combate a desidratação que os drinks causam se são metabolizados sozinhos.

Fontes: Jacqueline Moniz Anversa (nutricionista especialista em nutrição esportiva funcional da clínica Dra. Maria Fernanda Barca), Ricardo Barbuti (gastroenterologista e médico-assistente do Hospital das Clínicas de São Paulo), Alana Mendez (nutricionista), Viviani Afecto (coach de emagrecimento da Clínica Vivi Afecto Estética Avançada e Emagrecimento) e Edvânia Soares (nutricionista da Estima Nutrição)

Continua após a publicidade
Publicidade