Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Estudiosos afirmam que novo exame de sangue poderá detectar o câncer de mama

Por Aline Gomiero Atualizado em 28 out 2016, 14h39 - Publicado em 13 out 2015, 13h06

Grupos de cientista de vários países vivem na busca de novas possibilidades de detecção do câncer de mama. Não à toa. Esse é o tipo de tumor mais comum entre as mulheres – e é o segundo mais frequente no mundo. Um estudo recente, realizado na Universidade de Copenhagen, na Dinamarca, traz uma boa notícia nesta semana: um novo tipo de exame de sangue poderá prever o câncer de mama 5 anos antes do seu desenvolvimento. De acordo com informações do IFL Science, o exame tem um nível de precisão de 80%, enquanto os exames de mamografia são de 75% e só depois que a pessoa já desenvolveu a doença.

Para testar a eficácia do novo exame, durante 20 anos, 57.000 amostras de sangue armazenadas em nitrogênio líquido das voluntárias foram recolhidas. Desse total, foi retirada uma amostra de 800 mulheres, dividida em dois grupo: aqueles que permaneceram saudáveis durante todo o processo, e aqueles que desenvolveram câncer de mama no prazo de 7 anos de sua primeira amostra de sangue. As amostra de cada uma dessas mulheres foram comparadas e os respectivos perfis metabólicos (que detecta mudanças químicas) foram construídos. “O método é melhor que a mamografia, que pode ser somente usada nas mulheres quando a doença ocorreu. Não é perfeito, mas é encantador saber que você pode prever o câncer de mama anos antes”, afirmou Rasmus Bro, da equipe de cientistas da Universidade, em entrevista ao Telegraph.

O diagnóstico precoce é importantíssimo na luta contra esta doença. Estima-se que quando descoberto em estágio inicial, o câncer tem cura quase certa – o sucesso do tratamento chega a 90% . Não se sabe, no entanto, se o exame começará a ser usado comercialmente em breve.

Publicidade