Caminho para cura da AIDS: cientistas removem vírus HIV de genoma de ratos

Atualmente, os tratamentos apenas suprimem a reprodução do vírus, mas essa pesquisa indica que pode ser viável eliminá-lo dos genes.

Até agora, o tratamento contra o vírus da AIDS vai bem, impedindo a reprodução do HIV, porém, sem conseguir eliminá-lo do corpo do paciente. Mas um estudo divulgado ontem (2) pela revista Nature deixou a comunidade científica animada: pesquisadores norte-americanos conseguiram remover o HIV do genoma de ratos de laboratório. E isso significa um grande passo para a cura da doença!

A pesquisa foi feita por cientistas da Escola de Medicina da Universidade Temple (Pensilvânia) e do Centro Médico da Universidade de Nebraska.

A terapia desenvolvida por eles utiliza os já conhecidos medicamentos retrovirais, porém lançados aos poucos no organismo, para que atuem por mais tempo. Assim, dá para controlar a reprodução do HIV para que seja aplicada a tecnologia CRISPR-Cas9, que edita os genes e, finalmente, remove a doença.

Cerca de 30% dos ratos de laboratório que participaram do teste tiveram o vírus completamente eliminado dos genes.

O próximo passo dos cientistas é partir para o teste em primatas, para depois aplicá-lo em humanos.

E eles reforçam que o caminho ainda é bem longo, mas muito animador e importantíssimo na busca pela cura da AIDS.