Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

A cada 3 minutos, uma menina é infectada com o vírus HIV

Levantamento realizado pela Unicef revela que estupros e falta de acesso à educação sexual estão entre as razões

Por Anna Laura Moura 26 jul 2018, 18h56

Um levantamento realizado nesta quarta-feira (25) pela Unicef (Fundo das Nações Unidas para as Crianças) durante a Conferência de Aids de Amsterdã, revela que a cada três minutos, uma menina de 15 a 19 anos é infectada pelo vírus HIV. Entre as razões, estão o estupro, a falta de acesso à educação sexual e a estimulação do sexo precoce.

É claro que muitos avanços na luta contra a aids ocorreram nos últimos 20 anos. Porém ainda é complicado evitar infecções entre os adolescentes, o que impede que o avanço triunfe ainda mais, de acordo com o relatório.

Segundo a pesquisa, a epidemia está se alastrando entre meninas adolescentes por causa do estupro e da estimulação do ato sexual desde muito cedo – inclusive com homens muito mais velhos. A falta de acesso à educação sexual e saúde e a pobreza também são razões.

“Na maioria dos países, mulheres e meninas carecem de acesso a informações, serviços e até ao poder de dizer não ao sexo de risco”, disse Henrietta Fore, diretora-executiva do Unicef. “O HIV floresce entre os mais vulneráveis e marginalizados, o que coloca as meninas adolescentes no cerne da crise”, explica.

Além disso, o mesmo relatório aponta que 130 mil adolescentes de 19 anos ou menos morreram em decorrência do vírus no ano passado, e que 430 mil foram infectadas – quase 50 por hora.

Leia também: Mulheres que passaram por problemas financeiros ensinam a sair do vermelho

VOTE no Prêmio CLAUDIA e escolha mulheres que se destacaram

Continua após a publicidade
Publicidade