6 benefícios do sal rosa do Himalaia

Queridinho dos especialistas, o sal rosa preserva mais de 80 tipos de minerais

Muitas vezes visto como vilão da alimentação saudável, o sal é, na verdade, um nutriente indispensável para o bom funcionamento do organismo – quando usado com moderação, é claro.

De todos os tipos existentes disponíveis nas gôndolas dos supermercados, um em especial tem chamado a atenção de especialistas e consumidores: o sal rosa do Himalaia. Pesquisadores estimam que há 200 milhões de anos,  depósitos naturais de sal cristalizado foram cobertos com lava. O ambiente foi mantido intocado, livre de toxinas e poluentes modernos.

O uso culinário do sal rosa do Himalaia não difere muito dos demais. Os cristais podem ser adicionados inteiros ou moídos durante o cozimento dos pratos. Mas atenção: o teor de cloreto de sódio é muito semelhante ao do sal marinho, por isso, é importante consumir com moderação.

Listamos bons motivos para aderir ao sal rosa:

 

  1. Considerado o sal mais puro do planeta, ele possui a coloração diferente devido à grande concentração de minerais em sua composição – ele carrega mais de 80 tipos de minerais. A alta concentração de magnésio é benéfica para o fortalecimento do sistema imunológico. Ele ainda ajuda a prevenir o surgimento de cãibras e o fortalecimento dos músculos.
  2. O sal do Himalaia é o mais completo e nutritivo. Por não ser refinado, ele preserva os mesmos 84 minerais e elementos que são encontrados no corpo humano.
  3. O sal rosa do Himalaia possui alto poder desintoxicante, ajudando a eliminar as toxinas do corpo e purificar o sangue.
  4. O consumo do sal rosa do Himalaia também a fortalecer a saúde do sistema digestivo, prevenindo gases e prisão de ventre.
  5. O sal rosa ainda age como anti-histamínico natural, agindo no controle de alergias e úlceras.
  6. O consumo deste sal auxilia na saúde vascular, melhorando a circulação e ajudando a reduzir a pressão arterial.