Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Congressista dos EUA é chamada de vadia por colega e faz discurso poderoso

Alexandria Ocasio-Cortez respondeu a Ted Yoho em uma fala de 10 minutos no Congresso dos Estados Unidos

Por Júlia Warken - Atualizado em 23 jul 2020, 22h50 - Publicado em 23 jul 2020, 17h45

A congressista norte-americana Alexandria Ocasio-Cortez foi insultada pelo colega Ted Yoho em frente ao Capitólio – o prédio do Congresso em Washington DC – na última segunda-feira (20). Ele usou a expressão fucking bitch, que pode ser traduzida como vadia do caralho para o português. Entre outras ofensas, Yoho também chamou Ocasio-Cortez de nojenta. Isso aconteceu após a congressista realizar uma fala a respeito de criminalidade e desemprego.

O caso gerou grande repercussão nos Estados Unidos e Ocasio-Cortez se manifestou primeiro nas redes sociais. No Twitter, disse que nunca havia falado diretamente com Yoho e que costuma se dar bem com os colegas. “Mas, hey, as vadias dão conta do trabalho”, finalizou.

Eleita pelo estado de Nova York, em 2018, Ocasio-Cortez é a mulher mais jovem da história a chegar ao cargo de congressista nos Estados Unidos. Ela tinha 29 anos na época e faz parte do Partido Democrata.

A resposta definitiva aos insultos de Yoho veio nesta quinta-feira (23). Durante uma sessão no Congresso, Ocasio-Cortez fez um poderoso discurso sobre ataques machistas. “Eu estou aqui [fazendo este discurso] porque eu preciso mostrar aos meus pais que eu sou a filha deles e eles não me criaram para aceitar comportamento abusivo por parte dos homens”, disse ela, após afirmar que está familiarizada com ofensas desse tipo e que elas já não lhe abalam mais. Falou também que estava respondendo a Yoho para mostrar a todos que tais ofensas não podem ser normalizadas.

“Eu acredito que ter uma filha não torna um homem decente. Ter uma esposa não torna um homem decente. Tratar as pessoas com dignidade e respeito torna um homem decente. E quando um homem decente comete um erro, como todos nós estamos sujeitos a fazer, ele tenta dar o seu melhor e pede desculpa”, continuou Ocasio-Cortez. Ela fez referência a uma declaração de Yoho em que ele alega respeitar as mulheres, pelo fato de ter uma esposa e uma filha.

“Eu quero expressar minha gratidão ao senhor Yoho. Eu quero agradecer a ele por mostrar ao mundo que você pode ser um homem poderoso e insultar mulheres. Você pode ter filhas e insultar mulheres, sem remorso. Você pode ser casado e insultar mulheres. Você pode tirar fotos e projetar ao mundo uma imagem de homem de família e insultar mulheres, sem remorso e com um senso de impunidade. Acontece todos os dias neste país. Acontece aqui nos degraus do Capitólio. Isso acontece quando indivíduos que ocupam o maior cargo deste país aceitam que mulheres sejam maltratadas e que esse tipo de linguajar seja usada contra todas nós”, finalizou.

Confira o discurso completo de Alexandria Ocasio-Cortez:

Continua após a publicidade
Publicidade