TSE intima Globo, Faustão e Huck a se manifestarem em ação do PT

A ação movida pelo PT pede a inelegibilidade de Luciano Huck ou a cassação de seu possível registro de candidatura, além de multa. Entenda!

A polêmica que envolve o apresentador da TV Globo Luciano Huck como possível candidato à presidência da república ganhou, na última quinta-feira, um novo capítulo. Após participar no Domingão do Faustão no dia 7 de janeiro, onde falou sobre política e corrupção, o PT entrou com uma ação (no dia seguinte) contra a Globo, Huck e Fausto Silva,  alegando abuso de poder e por se beneficiarem dos meios de comunicação para assuntos políticos.

 

Na última quinta-feira, 01, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estipulou o prazo de 5 dias para que os apresentadores e a emissora se manifestem.

Em novembro do ano passado, Huck afirmou ao jornal Folha de S. Paulo que não tem intenções na candidatura.

“Com a mesma certeza de que neste momento não vou pleitear espaço nesta eleição para a Presidência da República, quero registrar que vou continuar, modesta e firmemente, tentando contribuir de maneira ativa para melhorar o país”, diz e finaliza dizendo “contem comigo. Mas não como candidato a presidente”, diz, em parte da entrevista.