Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Somália sofre dois novos ataques após pior atentado da história

As explosões aconteceram simultaneamente na capital e perto de um prédio antigo do governo. O país já foi alvo de outro ataque há duas semanas.

Por Anna Laura Moura - Atualizado em 28 out 2017, 16h22 - Publicado em 28 out 2017, 15h06

A Somália voltou a ser alvo de dois ataques que aconteceram praticamente simultaneamente. O primeiro foi um carro-bomba que explodiu perto de um hotel popular na capital do país, Mogadíscio. O segundo, ocorreu 1h30 depois, quando um micro-ônibus cheio de explosivos explodiu perto de um antigo prédio do governo.  

As autoridades informaram à Reuters que militantes ocuparam o hotel após a primeira explosão, e o número de vítimas ainda não foi confirmado. No entanto, os serviços de saúde e emergência da região já informaram que até então, atenderam 15 feridos e contabilizaram uma quantidade grande de mortos. De acordo com fontes do governo, antes de explodir, o carro-bomba suicida derrubou os portões do Hotel Nasa Hablod Two. Segundo a polícia, houve relatos de tiroteio dentro do local.

“É um hotel movimentado, frequentado por políticos, militares e civis”, disse à Reuters o major Abdullahi Aden. Sobre a segunda explosão, em entrevista à agência de notícias, o policial Nur Mohamed contou que havia um micro-ônibus cheio de explosivos que explodiu perto de uma antiga casa militar onde havia forças (militares).

É a segunda vez que a capital, Mogadíscio, é alvo de bombas. Foi na região que ocorreu o primeiro atentado, considerado o maior da história. O ataque havia deixado pelo menos 358 mortos e 56 desaparecidos.

Publicidade